Música Barbados deve criar museu em homenagem a Rihanna 

Barbados deve criar museu em homenagem a Rihanna 

Primeira-ministra do país revelou estar negociando a abertura de espaço cultural e permanente para celebrar a cantora

  • Música | Larissa Martin, do R7*

Cantora é 'Embaixadora Extraordinária' na ilha

Cantora é 'Embaixadora Extraordinária' na ilha

Reprodução

Durante evento realizado recentemente na prefeitura de Kensington, em Londres, a primeira-ministra de Barbados, Mia Love Mottley, revelou que há negociações em andamento para a abertura de um museu dedicado à cantora Rihanna.  

O espaço deve ser construído na ilha caribenha de Barbados, lugar onde Rihanna nasceu e viveu até os 16 anos, antes de se mudar para os Estados Unidos e seguir carreira musical. 

— Nós temos conversado com a família dela, seu irmão, e principalmente seu agente para criarmos um museu em colaboração com o governo de Westbury Road. 

Madonna elogia Anitta nas redes e artista vibra: 'Vou morrer'

Apesar de não morar mais na ilha, a artista frequentemente visita o local e, em 2018, foi nomeada 'Embaixadora Extraordinária Plenipotenciária', recebendo a tarefa de promover educação, investimento e turismo.  

A primeira-ministra ainda comentou sobre como Robyn Rihanna Fendy saiu da zona rural de Barbados para ser conhecida em todo o mundo. 

— Qualquer uma que começasse indo à escola na zona rural de Westbury a Waterford e agora fosse a mulher mais bem-sucedida no mundo do entretenimento, no meu ponto de vista, mereceria ser reconhecida como uma lenda viva de Barbados. 

Em 2015, Rihanna lançou a sua gravadora, que leva o nome Westbury Road Entertainment, em homenagem ao bairro em que viveu na ilha caribenha. 

Veja também: Marília Mendonça confirma gravidez do primeiro filho

*Estagiária do R7, sob supervisão de Deborah Bresser

Últimas