Música Drake faz show depois de cinco anos e anuncia novas músicas

Drake faz show depois de cinco anos e anuncia novas músicas

Durante a apresentação, o quatro vezes vencedor do Grammy, de 36 anos, brincou que novas canções poderiam estar a caminho

Agência Estado - Política
Drake

Drake

Reprodução/Instagram

É fácil esquecer quantas canções de sucesso Drake criou em seus quase 15 anos de carreira musical. Mas ele passou um lembrete enfático em um concerto intimista no Harlem's Apollo Theatre, no sábado (21), seu primeiro show no lendário local.

Durante a apresentação, o quatro vezes vencedor do Grammy, de 36 anos, disse brincando que novas músicas poderiam estar a caminho, apesar de ter lançado dois álbuns no ano passado.

"Eu pensei em um monte de coisas na vida, mas, neste momento, nenhuma dessas coisas está me impedindo de fazer música", disse Drake à multidão apaixonada. "Espero poder despertar mais emoções para vocês, talvez neste ano — posso ficar entediado e fazer outro mais."

A primeira noite de dois shows de fim de semana do Apollo apresentados pela SiriusXM trouxe o cantor exibindo músicas em um ritmo frenético — a maioria com apenas um verso e refrão —, o que satisfez os fãs do primeiro dia com cortes profundos também para aqueles familiarizados apenas com seus sucessos. As apresentações gravadas irão ao ar no canal SiriusXM Sound 42, de Drake, nas próximas semanas.

O show de domingo (22) foi marcado por um incidente, quando um fã muito animado caiu do mezanino para a pista. Drake foi avisado na hora e parou o show, perguntando se todos estavam bem. A performance continuou normalmente após o rapper ter conferido se o homem estava bem. "Ninguém se machucou", avisou a equipe de Drake ao público.

Observando que este foi seu primeiro show em cerca de cinco anos e depois afirmando que "vai viajar muito neste ano", o artista mais ouvido do Spotify nos EUA no ano passado disse a seu público cativo que o show era sobre gratidão. "Eu queria fazer deste um show sobre gratidão", disse Drake. "Esta é uma pequena história que construímos: meu profundo amor por minha família, por meus queridos amigos e por todos vocês que me apoiam há muito tempo."

Usando trancinhas enquanto vestia jeans largos e uma camisa de basquete azul e amarela Jimmy Brooks — uma homenagem aos seus dias como ator na série de drama adolescente Degrassi —, Drake abriu a apresentação com Over My Dead Body ao lado de convidados famosos como Justin e Hailey Bieber, o ex-MVP da NBA e atual estrela do Brooklyn Nets Kevin Durant, a estrela da NFL Odell Beckham Jr., os rappers A$AP Ferg e A Boogie wit da Hoodie.

Sentado em uma cama posicionada à direita do palco, inspirado em seu quarto no porão de sua mãe em Toronto, onde ele disse que escrevia canções, Drake cantou muitos de seus sucessos do lado B, como Wu-Tang Forever, Trust Issues, Practice e Feel No Ways.

Ele também cantou seu repertório mais popular, Marvin's Room, enquanto a multidão em pé se juntou a ele palavra por palavra antes de fazer a transição para seu refrão de Say Something de Timbaland enquanto a batida de Marvin's Room continuava.

Quando o cenário do quarto escureceu e a luz mudou para o lado esquerdo do palco, revelando uma sala de reuniões, Drake vestiu um moletom de couro preto com seu símbolo de coruja OVO. O rapper ficou na frente de um artista que interpretava um executivo de gravadora, que observou com ceticismo que era "interessante" ele ser um rapper do Canadá, antes de dizer: "Tudo bem, vamos ver o que você tem". (Drake mais tarde lembraria à multidão como todas as grandes gravadoras de Nova York o abandonaram.)

Começando com Best I Ever Had, o sucesso de R&B que impulsionou sua carreira, ele continuou sua jornada musical com os primeiros sucessos da era Young Money, como Headlines, HYFR, Started from the Bottom e I'm Num. A multidão também deu seus passos nos discos mais dançantes, como Massive do projeto Honestly, Nevermind do ano passado, bem como Hold on, We're Going Home, One Dance, Passionfruit e In My Feelings.

A etapa final do set de 90 minutos começou com uma apresentação-surpresa do popular coletivo de rap do Harlem do início dos anos 2000, The Diplomats, que apresentava Drake vestindo o moletom rosa e bandana rosa de Cam'ron. Ele então se juntou a 21 Savage para tocar músicas como Rich Flex, Spin Bout You e Knife Talk de seu projeto conjunto, Her Loss, lançado em novembro.

O slogan de longa data para o Apollo é "Onde nascem estrelas e lendas são feitas!". Portanto, foi estratégico ou acidental que ele terminasse o show com Legend. Embora possa ser muito cedo para envolvê-lo com o apelido de lenda da maneira que os ícones da Calçada da Fama de Apollo, como Michael Jackson, Prince, Aretha Franklin e James Brown, carregam, ele não deixou dúvida de que está no caminho certo.

De Rihanna a Serena Williams: relembre beldades que Drake já namorou

Últimas