Música John the Ghost fala sobre novo álbum solo, letras e projetos

John the Ghost fala sobre novo álbum solo, letras e projetos

Vocalista da banda The Maine conta mais sobre disco 'I Only Wanna Live Once' e como sua música ajudou fãs a superarem problemas

  • Música | Giovanna Orlando, do R7

John the Ghost fala sobre projeto solo, composição e planos para 2021

John the Ghost fala sobre projeto solo, composição e planos para 2021

Reprodução/Instagram

Em um ano sem turnês e com artistas impossibilitados de encontrarem os fãs, o cenário musical precisou se reinventar. Bandas lançaram projetos novos, shows passaram a ser online e músicos aproveitaram o momento para apostar em novos planos.

Cinco anos depois de lançar o primeiro trabalho solo, John O’Callaghan, vocalista do The Maine, viu que este era o momento oportuno para lançar o segundo disco sob o pseudônimo John the Ghost. O álbum I Only Wanna Live Once foi lançado na última sexta-feira (12) e conta com 9 faixas.

Antes do lançamento do disco, o músico divulgou o clipe da faixa Drive, dirigido pelo amigo e fotógrafo da banda, Lupe Bustos.

Com músicas falando sobre saúde mental, solidão, amizades e relacionamentos, O’Callaghan fez com que as canções conectassem fãs com o The Maine desde 2007, quando a banda começou no cenário do pop punk e emo americano. De lá para cá, o estilo mudou e as letras amadureceram.

Em 2020, a banda não lançou novas músicas. O último álbum do grupo, You Are Okay, foi lançado em março de 2019. Apesar da pausa nos trabalhos, a vida pessoal dos integrantes da banda contou com mudanças significativas. John O’Callaghan se casou em outubro, e o baterista, Pat Kirch, se tornou pai.

Com esse cenário, o artista conversou com o R7 sobre o lançamento do disco solo, composição, vida pessoal e planos para este ano. Veja:

R7 - Seus álbuns são os únicos projetos solo de um membro do The Maine. O que te fez decidir que agora era a hora para lançar o novo disco?
John O’Callaghan - Eu gravei Rolled Down Window e me diverti tanto gravando que pensei: "Por que não?". Faz 5 anos desde que lancei meu primeiro EP, Sincerely, John the Ghost, então, o momento parecia certo.

R7 Suas letras são muito honestas e significativas, falam de temas como depressão, saúde mental e amizade. Para o álbum, quais temas e sentimentos você quis retratar?
John - Eu não acho que conscientemente eu decidi falar sobre algo, mas falar sobre o que eu estava passando no ano passado. Algumas músicas falam especificamente sobre situações ou pessoas na minha vida e algumas são vagas até para mim mesmo. Acho que o que eu quero dizer no álbum é que é ótimo estar vivo e que nós só temos uma chance.

R7 Qual mensagem você quer passar com as suas músicas?
John - Eu espero que as pessoas criem seus próprios significados e memórias com as minhas músicas. A coisa que eu mais espero é que minha música inspire as pessoas a seguirem suas paixões até o fim do mundo. Se arrisquem, sejam vulneráveis, compartilhem sua história.

R7 - Suas músicas ajudaram vários fãs a sobreviver e passar por dores, momentos difíceis e acalmar a mente quando ela estava virando uma supernova. Escrever te ajuda com seus problemas e traumas?
John - Escrever palavras e música é de longe a coisa mais terapêutica que eu encontrei na minha vida. E é mais barato do que terapia.

R7 - Como você se sente sabendo que suas músicas e trabalho ajudaram os fãs?
John - Eu sinto que, acidentalmente, fiz algo incrível nestes últimos 14 anos. Eu me sinto incrivelmente grato por ter tido essa oportunidade e farei tudo que puder para continuar criando para todos que me ouvirem!

R7 - Como você se sente lançando um álbum solo e mais pessoal?
John - É tão empolgante e tão pessoal. Não quer dizer que com o The Maine eu não sinta isso, mas quando o peso está todo nos meus ombros, ele parece mais pesado. Mas de uma forma maravilhosa.

R7 - O The Maine sempre foi muito conectado com os fãs pelas redes sociais e no ano passado nós acompanhamos o crescimento e amadurecimento da banda. Você se casou e Pat virou pai. Como esses eventos influenciaram a sua música?
John - É uma coisa linda "crescer" ou como você queira chamar isso. Eu falo sobre isso na música 8, mas é engraçado como a vida acontece. Eu só sou sortudo de estar aqui. Todos nós somos.

R7 Quais são os planos para este ano?
John - Eu acho que é seguro dizer que planos não significam nada quando você está em uma banda nesses tempos. A única coisa que nós podemos controlar neste ponto é criar mais e pensar quando vamos lançar o que quer que seja que nós criamos.

R7 - Você pode deixar uma mensagem para os fãs que estão passando por um momento difícil?
John - Onde quer que você esteja na vida é só um lugar que você está agora, não onde você vai ficar para sempre! Muito amor e eu encontrarei vocês!

Últimas