Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Júri dos Estados Unidos decidirá se Ed Sheeran plagiou clássico de Marvin Gaye

Defesa nega que tenha havido cópia de 'Let's Get it on', mas passado do músico inglês não ajuda muito

Música|

Sheeran já tem um histórico de confusão com plágio de outras canções
Sheeran já tem um histórico de confusão com plágio de outras canções Sheeran já tem um histórico de confusão com plágio de outras canções

Uma seleção de júri estava programada para esta segunda (24), a fim de determinar se o astro pop britânico Ed Sheeran plagiou Let's Get it on da lenda da música soul americana Marvin Gaye ao compôr seu sucesso Thinking Out Loud, de 2014.

Os demandantes são os herdeiros de Ed Townsend, um músico e produtor que coescreveu o clássico soul lançado por Gaye em 1973. Alegam que há "surpreendentes similaridades e elementos comuns manifestos" entre o sensual clássico de Gaye e Thinking Out Loud, de Sheeran.

Não é a primeira vez que Sheeran é levado aos tribunais. Em abril de 2022, o cantor e compositor de 32 anos ganhou uma batalha legal, quando um tribunal decidiu contra dois músicos que o acusavam de copiar uma de suas obras para seu megassucesso Shape of You. Em outra oportunidade, em 2017, o inglês entrou em acordo e pagou 20 milhões de dólares por plagiar o compositor Matt Cardle.

A equipe de Sheeran rechaçou as acusações dos herdeiros de Townsend. Sustenta que "há dezenas, se não centenas, de canções anteriores e posteriores" à canção de Gaye "que utilizam a mesma progressão de acordes ou uma similar". "Essas misturas são irrelevantes para qualquer tema do caso e seriam enganosas [e] confundiriam o júri", afirmou.

Thinking Out Loud, de Sheeran, disparou nas listas da revista Billboard dos Estados Unidos no momento de seu lançamento, e o britânico ganhou um Grammy pela Canção do Ano em 2016.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.