Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Música
Publicidade

Daisy diz que programa que criou MOMOLAND foi fraudado

Cantora foi eliminada durante a competição, mas disse que funcionários da empresa tinham 'planos para ela'. Ela debutou seis meses depois

K Pop|Giovanna Orlando, do R7

Cantora disse que programa foi fraudado
Cantora disse que programa foi fraudado Cantora disse que programa foi fraudado

Daisy, integrante do grupo de k-pop MOMOLAND, disse em entrevista que o programa Finding Momoland, que formou o grupo em 2016, foi fraudado.

O programa contava com 10 trainees da empresa MLD Entertainment (na época Double Kick Company), que competiam para conseguir um lugar no grupo e era produzido pela Mnet, emissora acusada de manipular o resultado de outras competições de talentos.

No Finding Momoland, a decisão de quem entraria no grupo era baseada 60% na avaliação dos produtores, 20% por voto popular no final das apresentações e 20% em votos online.

Daisy foi eliminada durante a competição, mas entrou no grupo seis meses depois que as meninas foram lançadas. Em entrevista à emissora KBS, ela disse que a agência conversou com ela no dia da eliminação sobre projetos futuros.

Publicidade

“No dia que eu fui eliminada, a agência entrou em contato comigo e pediu para termos uma reunião no dia seguinte. Eles me disseram que já tinham planejado me incluir no MOMOLAND apesar da minha eliminação e que eu debutaria no próximo álbum, depois que as promoções do primeiro disco acabassem. Quando eu entrei na sala de espera depois da eliminação, alguém da companhia disse para eu não me preocupar porque eles tinham planos para mim”, disse.

Ela também disse que as integrantes do grupo pagaram depois pelos custos da produção do programa, algo em torno de 70 milhões de won, cerca de R$ 245 mil.

Publicidade

“Meu sonho de debutar em um grupo era forte, e eu achei que era natural pagar pelos custos da produção, então eu paguei”, disse.

Declaração da empresa

Publicidade

Depois da repercussão da entrevista de Daisy, a empresa MLD Entertainment divulgou uma nota negando as acusações da artista, que está sem promover com o grupo desde abril de 2019 e está tentando encerrar o contrato.

“Primeiro, não houve manipulação de votos ou outras ações fraudulentas na seleção de membros no programa”, afirmam. Eles também dizem que o programa não conseguiu alcançar a meta de 3 mil espectadores, o que fez com que os planos de debut caíssem. “Por isso é ilógico dizer que o programa foi fraudado”

A empresa disse que o contrato com Daisy foi encerrado quando ela foi eliminada, “mas o CEO da empresa viu potencial na artista e recomendou que ela continuasse como trainee”.

Sobre o pagamento do custo da produção do programa, eles dizem que isso fazia parte do contrato exclusivo das artistas e que foi acordado entre as integrantes do grupo e seus pais.

A empresa também disse que a mãe de Daisy, que estava presente durante a entrevista, ameaçou a empresa diversas vezes desde o ano passado. Agora, eles pretendem responder às ameaças e acusações com ações legais contra a artista.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.