K Pop KARD fala sobre ações beneficentes, saúde mental e amigos no k-pop

KARD fala sobre ações beneficentes, saúde mental e amigos no k-pop

Rapper BM conta sobre como meme o inspirou a criar um movimento de conscientização ao câncer de mama e grupo fala sobre single 'Gunshot'

  • K Pop | Giovanna Orlando, do R7

Grupo lançou álbum que fala sobre saúde mental

Grupo lançou álbum que fala sobre saúde mental

Divulgação

Dentro do k-pop, alguns aspectos são indispensáveis para que os artistas conquistem os fãs, como conceitos inovadores, músicas divertidas, clipes impecáveis, educação, espontaneidade e a química dentro do grupo.

Desde o debut, em 2016, o KARD chamou a atenção do público por tudo isso e pelo fato de serem um dos únicos grupos mistos no mercado. Com o passar do tempo, o grupo também se destacou em outra área: o talento para transformar tudo em uma coisa boa.

Neste ano, o rapper BM conseguiu converter um meme em uma campanha beneficente. Assim, o grupo dedicou um álbum inteiro para falar sobre saúde mental e o impacto que palavras negativas têm na vida das pessoas. Com isso, o KARD trabalhou dois temas diferentes em prol de ajudar os fãs e fazer com que eles se sintam acolhidos e seguros.

Durante uma live no Instagram em 2019, BM foi questionado por fãs sobre qual parte do corpo ele mais gostava. Sem papas na língua, o rapper disse que era o peitoral. A resposta pegou todo mundo de surpresa, já que idols no k-pop não costumam ser tão sinceros, ainda mais sobre partes do corpo que alguns enxergam com pudor.

Depois dessa, o meme veio pronto. Fãs começaram a encher BM de comentários falando sobre o peitoral dele (ou, no inglês, "tiddies") e criaram o "comitê de homens com um peitoral invejável no k-pop", com o líder do Monsta X Shownu, o solista Wonho, o vocalista do Pentagon Wooseok, o rapper do Seventeen Mingyu, o cantor do NU'EST Baekho e, mais recentemente, o líder do Stray Kids, Bang Chan.

BM aceitou a brincadeira, chegou a levar uma plaquinha de "comitê dos peitorais grandes" em uma premiação e postava fotos na academia com alguns dos membros do comitê.

Porém, neste ano, o meme virou coisa séria. Durante uma turnê, o rapper conheceu uma fã que enfrentava um câncer de mama e decidiu transformar a brincadeira em uma campanha beneficente.

"Em uma das turnês, eu conheci uma fã que estava com câncer de mama. Conversando com ela, várias coisas se passaram pela minha cabeça e isso de uma forma me influenciou. Então, tive a ideia de transformar isso em algo bom. Esse movimento 'Big Tiddie Gang' (a gangue dos peitorais randes, em tradução livre) começou a partir da vontade de servir de ajuda para ela e para outras pessoas que sofrem de câncer de mama", contou o rapper.

A "Big Tiddie Gang" se tornou uma linha de roupas e fãs do mundo inteiro puderam contribuir com a causa. Em dois meses, a campanha arrecadou mais de R$ 112 mil reais, que foram doados para a Fundação de Pesquisa sobre Câncer de Mama.

Com o sucesso da campanha, BM decidiu lançar uma nova ação, com outro foco. Chamado "Healers", o movimento é dedicado àqueles que sofreram bullying, discriminação e abuso verbal. O dinheiro arrecadado será doado para a ONG Stomp Out Bullying, que se dedica à prevenção do abuso, incluindo o meio digital, e educa os jovens sobre homofobia, racismo e violência nas escolas.

"Desta vez, as doações foram direcionadas ao 'anti bullying', e se trata de um evento com o objetivo de fazer os adolescentes passarem por essa fase de forma mais feliz" explicou BM.

O rapper concluiu dizendo que "poder fazer algo bom e que sirva de ajuda a alguém é o que mais o deixa feliz".

Música dedicada à saúde mental

No final de agosto, o grupo lançou o álbum Way With Words, focando em temas como abuso verbal, o impacto que as palavras têm na vida das pessoas e saúde mental. O single, Gunshot, tem BM como coautor.

"Hoje em dia, através das redes sociais, as pessoas falam coisas boas e interessantes. Mas por outro lado, também falam coisas pejorativas. Fizemos essa música justamente para tentar diminuir esses comentários e energia negativa", explicou o rapper.

Uma das frases mais conhecidas do marketing é que "todo tipo de publicidade, seja boa ou ruim, é publicidade". Porém, o outro rapper do grupo, J.Seph, discorda do lema "fale bem ou fale mal, mas fale de mim".

"Não concordo com a ideia de que 'anti-fãs também são fãs'. Eles falam muito naturalmente aquelas palavras que machucam alguém de alguma forma", analisou.

Com o álbum e o single, o grupo espera que os fãs aprendam a se priorizar e a trabalhar no amor-próprio e na comunicação, botando para fora o que sentem, de forma saudável.

"Hoje em dia, todo mundo magoa alguém e é magoado, como se isso fosse normal. As pessoas que são machucadas ficam tristes e mesmo assim tentam esconder isso. Precisamos nos colocar em primeiro lugar e falar tudo que precisa ser dito. Essa é a primeira etapa a ser vencida para proteger-se", disse a vocalista Jiwoo.

Em um ano em que turnês e encontros com fãs foram cancelados, os artistas recorreram às redes sociais para se manter conectados com os fãs e tentar ajudá-los de alguma forma.

Ter contas próprias não é algo tão comum no k-pop, mas o quarteto do KARD está presente no Instagram, a rede mais usada por eles para se conectar com os fãs.

"Sempre pensamos nos nossos fãs. Como não podemos vê-los todos os dias, estamos sempre procurando mostrar algo através das redes sociais", contou a vocalista Somin.

Amizades do k-pop

O jeito extrovertido e despojado do KARD atraiu também outros artistas do meio. No k-pop, o KARD coleciona amigos, como o PENTAGON, Monsta X, DAY6, Stray Kids, o solista Eric Nam e muitos outros.

Em eventos e programas musicais, não é difícil encontrar algum dos membros do KARD cercado por outros artistas.

Jiwoo, que recentemente participou do programa Good Girl e também fez amigas por ali, conta que a maior parte dessas amizades vêm de antes do debut.

"A maioria das pessoas conheci e fiquei amiga na época de trainee. Também existem aqueles que se aproximaram indo aos programas de TV", explicou.

Uma das amizades mais faladas nas redes sociais é a de BM com os membros do Stray Kids. Pelo Instagram, o rapper sempre divulga o trabalho do grupo, além de ter enviado parte das roupas da Big Tiddie Gang para os membros.

Felix, um dos rappers do Stray Kids, também recomendou o single Gunshot no perfil oficial do grupo. Na publicação, BM disse que seu novo objetivo de vida seria proteger os membros a todo custo, tarefa que ele leva muito a sério.

"Os meninos do Stray Kids gostam muito do KARD e nos apoiam muito. Sempre somos gratos a eles por isso. Sempre mencionam a gente e nos apoiam... Nós também vamos apoiá-los sempre! Stray Kids Hwaiting!", finalizou o cantor.

Últimas