Música Loja histórica de discos de SP completa 40 anos e organiza festival

Loja histórica de discos de SP completa 40 anos e organiza festival

Exemplo de resistência cultural, a Baratos Afins celebra aniversário com shows nesta quinta (10) e sexta (11), no Sesc Pompéia, na capital paulista 

  • Música | Daniel Vaughan, do R7

Luiz Calanca pronto para "provar" uma das produções da Baratos Afins

Luiz Calanca pronto para "provar" uma das produções da Baratos Afins

Edu Garcia/R7

A Baratos Afins comemora 40 anos este mês. Localizada no centro de São Paulo, dentro da Galeria do Rock, a loja festeja aniversário com shows nesta quinta (10) e sexta (11), no Sesc Pompéia, na capital paulista (veja serviço abaixo).

O lugar é mais do que uma loja de discos. Além de ser um exemplo de resistência cultural, a Baratos Afins também é uma gravadora pioneira na descoberta de artistas independentes de vários gêneros. E, ao longo da trajetória, ainda relançou álbuns de nomes que, na ocasião, estavam esquecidos pela grande mídia. Entre os destaques do catálogo, estão a primeira coletânea de heavy metal nacional (SP Metal, 1 e 2), Golpe de Estado, Itamar Assumpção, Tom Zé, Walter Franco, Arnaldo Baptista solo e o próprio Mutantes.

Veja: Músico abre fábrica de discos de vinil

Luiz Calanca, proprietário e produtor do selo, está orgulhoso com a chegada do aniversário.

— Nesse tempo todo, passamos por inúmeros modismos, quatro moedas monetárias e diversos formatos musicais. E apesar das dificuldades de trabalhar com cultura no Brasil, nunca me arrependi disso. Muito pelo contrário, é gratificante chegar aos 40 anos fazendo o que gosto.

Kid Vinil passava na loja para trocar ideias musicais

Kid Vinil passava na loja para trocar ideias musicais

Reprodução/Facebook

Artistas e jornalistas do meio musical são frequentadores assíduos da loja. O produtor Miranda, morto em março, e Kid Vinil sempre passavam no local para conversas entusiasmadas. Luiz também recorda a visita divertida de um ícone do samba.

— O Bezerra da Silva ficou feliz em encontrar seus LPs, incluindo, raridades que nem ele tinha mais. Simpático, conversou com todo mundo e distribuiu autógrafos. Mas na hora de ir embora, o cantor foi saindo com os álbuns sem pagar. Meio sem graça, um funcionário lembrou ele da conta e o Bezerra, com jeitão maroto, disse: "Tá ligado, hein, malandragem!" (risos)

Eterno Mutante: Arnaldo Baptista e os CDs da Baratos

Eterno Mutante: Arnaldo Baptista e os CDs da Baratos

Reprodução/Facebook

Kurt Cobain, apesar de não ter conhecido pessoalmente a Baratos, ganhou discos enviados por Luiz. Em 1993, o vocalista do Nirvana estava em São Paulo para a apresentação no festival Hollywood Rock.

— A produção do Nirvana veio na loja, fez compras e disse que o Kurt estava interessado em conhecer artistas brasileiros. Então, eu peguei alguns títulos do selo e levei no hotel dele. Entre os discos, estavam reedições dos Mutantes. Um segurança pessoal do grupo pegou o presente das minhas mãos e me garantiu que iria entregá-lo. Não tive a comprovação do fato, mas, depois disso, o Kurt começou a dar várias entrevistas falando que era fã dos Mutantes.

"Apesar das dificuldades de trabalhar com cultura no Brasil, nunca me arrependi da loja"

Luiz Calanca

Há quatro décadas, Luiz largou o ramo farmacêutico para virar comerciante de LPs. Fã dos "bolachões" e trabalhando ao lado da família, o proprietário de 65 anos faz questão de atender pessoalmente a clientela interessada não só pelos vinis, como em CDs e DVDs.

— Independente das pessoas comprarem ou não, tenho prazer em conversar e dar dicas. E eu também aprendo muito com o público. A comunicação no balcão traz um aprendizado constante, como se fosse uma escola...

A Patrulha do Espaço vai tocar no aniversário da loja

A Patrulha do Espaço vai tocar no aniversário da loja

Divulgação/Patrícia Soransso

Luiz relembra que as lojas de discos já foram como as atuais redes sociais. Ali, desconhecidos compartilhavam amizade pelo gosto musical e até bandas eram desenvolvidas por jovens músicos amadores.

— Infelizmente, o mundo perdeu a emoção de curtir música em coletivo. Eu percebo que, apesar de vivermos na era da globalização, cada pessoa está no seu mundinho solitário, baixando músicas e perdido no oceano da internet. E isso também não é diferente em outras áreas, onde todos adoram dar opiniões agressivas sobre tudo. Porém, assim como atendemos qualquer freguês na loja, temos que saber conviver com as divergências musicais e até políticas de cada indivíduo.

Baratos Afins - 40 Anos
Quando:
Dias 10 e 11 de maio (quinta e sexta), às 21h30
Onde: Sesc Pompéia - Rua Clélia, 93 - Pompeia, São Paulo
Quanto: R$ 9 (credencial plena), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Bandas: Kafka e Fábrica de Animais (dia 10). Patrulha do Espaço e Santuário (dia 11)

Últimas