Brad Wilk, baterista do RATM, quer recuperar caixa do Lollapalooza 1993

Músico alega que o item foi "tomado" e vendido na Califórnia

Brad Wilk no Lollapalooza 1993

Brad Wilk no Lollapalooza 1993

Tenho Mais Discos Que Amigos
Reprodução/Instagram Em 1993, o Lollapalooza chegava à sua terceira edição e tinha um line-up histórico. Liderada pelo Alice in Chains no auge, a escalação de bandas ainda trouxe grandes nomes da música alternativa como PrimusDinosaur Jr.TOOL e, claro, o Rage Against the Machine. Quem relembrou o evento que até 1997 era itinerante e passava por diversas cidades dos EUA foi o baterista Brad Wilk em uma postagem no Instagram. Compartilhando uma foto sua bem jovem naquele palco, ele aproveitou para fazer um pedido: Essa caixa é uma Pork Pie azul. Ela foi tomada de mim anos atrás e vendida para alguém na região de San Fernando Valley que pode trabalhar [em] ou ser dono de um bar. Se alguém souber o paradeiro dessa bateria por favor me mande uma mensagem pois eu amaria tê-la de volta. Então já sabe, né? Se passar pela região e esbarrar em uma caixa de bateria azul, avise Brad e de repente você até descola uma graninha! Brad Wilk https://www.instagram.com/p/B7luHwogybb/?igshid=cvv7jcwkgbk2 Além do Rage Against the Machine, Brad trabalhou com outros projetos gigantes. Ele participou do Audioslave e do Prophets of Rage, mas também gravou bateria no disco 13, do Black Sabbath. Nas turnês, foi substituído por Tommy Clufetos. Vale lembrar que o RATM tem seus primeiros shows em 9 anos marcados para 2020.