Charlie Sheen é acusado de ter estuprado ator em 1986

Em seu novo documentário, o ator Corey Feldman deu nome ao suposto estuprador de Corey Haim

Charlie Sheen em 2019

Charlie Sheen em 2019

Tenho Mais Discos Que Amigos
Reprodução / YouTube Charlie Sheen está em maus lençóis após uma revelação pra lá de pesada sobre sua relação com Corey Haim. Corey Feldman, ator famoso por Os Garotos Perdidos (1987), revelou em seu novo documentário que Sheen teria estuprado Haim em 1986. Os dois contracenaram juntos em A Inocência do Primeiro Amor, filme daquele ano. Haim, que morreu em 2010 vítima de uma pneumonia, passou anos declarando que havia sido estuprado quando tinha apenas 13 anos. Ele não chegou a revelar o nome de seu estuprador em vida. Em (My) Truth: The Rape of 2 Coreys, Corey Feldman -- que também alega ter sido estuprado por homens diferentes em Hollywood --, revela que Sheen tinha 19 anos à época do acontecimento. Entrando em detalhes sobre o crime, Feldman ainda declara que o estupro aconteceu dentro de um trailer e o ator teria usado banha vegetal como lubrificante para o ato. Outros casos O também ator Dominick Brascia veio a público em 2017 para acusar Charlie Sheen de estupro. Ele não foi entrevistado para o novo documentário, mas disse à época (via CoS): Haim me disse que fez sexo com Sheen quando eles filmaram 'Lucas'. Ele me disse que eles fumavam maconha e faziam sexo. Ele disse que eles fizeram sexo anal. Haim disse que depois que aconteceu, Sheen ficou muito frio e o rejeitou. Quando Corey queria fazer de novo, Charlie não estava interessado. Quem também não está no filme é Judy Haim, mãe do falecido ator que já afirmou não concordar com Corey Feldman em suas alegações. Complicado...