“Entorpecido”: Dave Grohl se abre com Ringo Starr sobre morte de Kurt Cobain

"O que salvou minha vida foi a música," disse líder do Foo Fighters e ex-baterista do Nirvana

Dave Grohl Ringo Starr

Dave Grohl Ringo Starr

Tenho Mais Discos Que Amigos
Reprodução/Rolling Stone Dave Grohl abriu o coração sobre a perda de Kurt Cobain em uma conversa recente com Ringo Starr. Os bateristas se uniram na nova edição da revista Rolling Stone (via SPIN) e, como te contamos por aqui, Ringo também relembrou a morte de John Lennon. Grohl discutiu seu processo de luto com o ex-beatle, afirmando que não há uma forma 'correta' de se sentir neste caso. Leia: Bem, quando o Kurt morreu, percebi que não havia maneira certa ou errada de ficar triste. São curvas engraçadas. Você fica entorpecido. Você se lembra das coisas boas, depois se vira e se lembra de alguns tempos sombrios. Fiquei longe da música por um tempo. Eu nem ligava o rádio. E então eu finalmente percebi que a música era a única coisa que realmente me fazia sentir melhor. E a música iria me ajudar com isso. Então eu comecei a escrever músicas e gravá-las sozinho. E também é difícil quando um de seus amigos ou alguém com quem você é muito próximo, na vida real, se torna algo mais que um ser humano para os outros. Então você vai a uma entrevista e alguém faz essas perguntas que são realmente emocionais, que você nunca faria a outro estranho... Então foi difícil por um tempo, mas eu percebi que era importante continuar com a vida, e o que salvou minha vida foi a música. Mais do que algumas vezes antes disso, minha vida foi salva pela música. Ringo fala sobre Cobain Starr também deu sua opinião sobre o saudoso líder do Nirvana. Absolutamente incrível, e o próprio [Cobain] tinha muita emoção. Isso é o que eu amava. Eu sou um cara emocional. Ninguém pode duvidar do Nirvana, nunca. E quem sabia que ele terminaria onde terminou? Eu não acho que alguém que tenha ouvido música com tanta coragem poderia duvidar dele, porque ele foi corajoso. Eu não conheço a história final, e não é nem sobre ele, e perdemos muitas pessoas neste mercado muito cedo... Esta é a famosa síndrome dos 27 anos. Muitos deles passaram pelos 27, tipo esse número -- será que eles conseguiram tudo até lá? Ou talvez seja assim que Deus planejou; eu não sei. Kurt Cobain morreu aos 27 anos de idade, em abril de 1994, vítima de um suicídio.