Josh Klinghoffer diz que ficou em choque com saída do Red Hot Chili Peppers

Em entrevista reveladora, ex-guitarrista finalmente fala sobre volta de John Frusciante ao grupo

Red Hot Chili Peppers

Red Hot Chili Peppers

Tenho Mais Discos Que Amigos
Josh Klinghoffer finalmente falou abertamente e extensivamente sobre a sua saída do Red Hot Chili Peppers. A conversa com o ex-guitarrista da banda veio no Podcast de Marc Maron, que já tinha uma entrevista marcada com o músico antes da demissão acontecer, e acabou conversando poucos dias após ele saber que estava fora do grupo. No início da conversa, Marc pergunta sobre o que aconteceu e começa questionando se ele sabia que tudo isso aconteceria, sendo que a resposta de Josh é 'não': Não, eu não sabia. Foi uma surpresa completa. Quero dizer, foi um grande choque, mas talvez não uma grande surpresa. Josh Klinghoffer Fala Sobre a Demissão do Red Hot Chili Peppers Maron continua o papo lembrando que Josh é amigo de John Frusciante, lendário guitarrista da banda que agora volta e entra em seu lugar, mas o músico diz que eles 'eram' amigos e que se falaram muito pouco desde que Josh o substituiu na banda: Eu não havia mais falado com ele em cerca de 10 anos [justamente o tempo da troca de guitarristas], até que o Flea se casou em Outubro [de 2019] e a gente se falou rapidamente. O entrevistador pergunta se tudo foi feito 'às cegas', sem que ele soubesse, e Klinghoffer confirma que sim. Quando questiona sobre a banda ter dado uma explicação, ele diz: Bom, a explicação é bastante simples. Não existe animosidade, quero dizer, a explicação é que John gostaria de voltar e reconstruiu um relacionamento musical com a banda, ou com Flea, nos últimos tempos e... 'Pelas suas costas. Eles estavam fazendo jams em algum lugar,' interrompe Marc Maron, e Josh continua: Eu acho que sim. No momento em que eles me deram a notícia, eu disse a eles que não estava surpreso com isso. Já havia cruzado a minha mente uma ou duas vezes quando eu ouvi que John e Flea estavam andando juntos. Eu não sabia que eles vinham tocando ou algo do tipo. Ainda assim, o ex-guitarrista do Red Hot Chili Peppers deixa claro que é muito grato pelo tempo na banda e seu relacionamento com os integrantes: Mas, assim. No momento em que eles me disseram, eu senti uma grande onda de amor pela banda. E amor por tudo que eu pude fazer com a banda. E eu meio que coloquei uma barreira entre esse sentimento e qualquer coisa que poderia surgir além desse ponto. 'Você ficou na gratidão,' diz o repórter: Sim, e sabe, eu odeio soar dessa forma normalmente. Não é fácil para mim vir aqui e falar sobre esse assunto, mas é assim que estou vivendo. E estou me sentindo muito bem com isso. Foram 10 anos, uma espécie de década perfeita. Outubro de 2009 até Dezembro... LEIA TAMBÉM: Demitido do Red Hot Chili Peppers, Josh Klinghoffer irá abrir shows do Pearl Jam Entrada na Banda Durante a conversa, Josh ainda lembra que quando entrou no Red Hot Chili Peppers, estava em uma 'posição esquisita', já que de um lado falava com Frusciante sobre como o grupo seguiria sem ele e do outro era convidado para tomar seu lugar. Você pode ouvir o podcast na íntegra, em Inglês, clicando aqui.