Macaulay Culkin defende Michael Jackson em entrevista: “não fez nada”

Ator está incomodado com as acusações de pedofilia feitas ao falecido cantor

Macaulay Culkin em clipe de Father John Misty

Macaulay Culkin em clipe de Father John Misty

Tenho Mais Discos Que Amigos
Foto: Reprodução / YouTube Macaulay Culkin saiu em defesa de Michael Jackson após várias polêmicas envolvendo o falecido cantor nos últimos anos. Em entrevista à Esquire (via CoS), Culkin fez questão de deixar claro que o artista nunca fez nada com ele e que também nunca presenciou nada. O ator se refere às acusações de pedofilia feitas contra Jackson, principalmente no documentário Leaving Neverland. Durante a conversa, Macaulay, que é até padrinho de Paris Jackson, filha do cantor, disse: Vou começar com uma frase -- não é uma frase, é a verdade: ele nunca fez nada comigo. Eu nunca o vi fazer nada. E, especialmente [agora], não tenho motivos para esconder nada. O cara faleceu. Agora seria um bom momento para falar. E se eu tivesse algo para falar, eu faria isso totalmente. Mas não, eu nunca vi nada; ele nunca fez nada. Culkin também relembrou um momento em 2005 quando foi ao tribunal testemunhar a favor de Michael Jackson justamente no processo exposto no documentário. Segundo o ator, Michael foi extremamente cordial e não pediu para que ele 'aliviasse' seu depoimento. Ele ainda compartilhou uma história interessante envolvendo o falecido amigo e o ator James Franco. Aqui está uma boa história sobre o Michael Jackson que não envolve Michael Jackson: encontrei James Franco em um avião. Eu esbarrei nele duas ou três vezes ao longo dos anos. Dou um aceno com a cabeça enquanto colocamos nossas malas no alto. 'Ei, como vai? Bem, e você?' E foi logo após o lançamento do documentário 'Leaving Neverland', e ele disse: 'Então, esse documentário!' E foi tudo o que ele disse. Eu fiquei tipo 'Aham'. Silêncio. Então ele diz: 'Então, o que você acha?' E eu me virei para ele e falei: 'Você quer falar sobre seu amigo morto?' E ele timidamente disse: 'Não, eu não.' 'Legal, cara, foi bom ver você.' LEIA TAMBÉM: Confusões, abusos e traições: entenda como Michael Jackson pode ter causado a queda do Guns N' Roses