Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Tom Verlaine, guitarrista da banda Television, morre aos 73 anos

Músico influenciou uma geração de artistas, como Pavement, Sonic Youth, Strokes e Jeff Buckley

Música|

Tom Verlaine toca em festival na Suécia em 2014
Tom Verlaine toca em festival na Suécia em 2014 Tom Verlaine toca em festival na Suécia em 2014

Tom Verlaine, guitarrista e cofundador da seminal banda protopunk Television, morreu aos 73 anos neste sábado (27), na cidade de Nova York. 

O Television influenciou muitas bandas enquanto tocava no CBGB, uma casa de shows no centro de Nova York, ao lado dos Ramones, Patti Smith e Talking Heads. Verlaine morreu cercado por amigos próximos após uma breve doença, disse Cara Hutchison, da Lede Company, uma empresa de relações públicas.

"Tom Verlaine passou para o além que sua guitarra sempre insinuou. Ele foi o melhor guitarrista de rock and roll de todos os tempos e, como Hendrix, podia dançar das esferas do cosmos ao rock de garagem. Isso exige uma grandeza especial", tuitou Mike Scott, do The Waterboys.

Embora o Television nunca tenha obtido muito sucesso comercial, a maneira inventiva de Verlaine tocar como parte do ataque de duas guitarras da banda influenciou muitos músicos. O grupo lançou seu inovador álbum de estreia Marquee Moon em 1977 - incluindo a faixa-título de quase 11 minutos e Elevation - e o segundo álbum Adventure um ano depois.

Publicidade

"Marquee Moon se tornou uma espécie de santo graal do rock independente desde então. Foi uma influência clara em artistas como Pavement, Sonic Youth, Strokes e Jeff Buckley", escreveu a revista Billboard em 2003.

A crescente tensão entre Verlaine e seu colega guitarrista Richard Lloyd levou o Television a se separar após seu segundo álbum Adventure. O grupo se reuniria para um álbum em 1992 para a Capitol Records e apresentações esporádicas ao vivo.

Publicidade

"Queríamos despir tudo ainda mais, longe da teatralidade do showbiz das bandas de glitter e do blues e do boogie", escreveu o cofundador da Television Richard Hell em sua autobiografia I Dreamed I Was a Very Clean Tramp (Sonhei que era um Vagabundo Muito Limpo, em tradução livre). "Queríamos ser rígidos e despedaçados, do jeito que o mundo era."

Verlaine lançou oito álbuns solo, sendo seu maior sucesso comercial seu segundo, de 1981, Dreamtime, que alcançou a posição 177 na parada de álbuns da Billboard. Ele frequentemente atuou como acompanhante da ex-companheira Patti Smith.

Publicidade

Homenagens online incluíram as de Susanna Hoffs e Billy Idol, que disseram que Verlaine fez música que influenciou a cena punk dos Estados Unidos e do Reino Unido. Smith compartilhou uma homenagem no Instagram, postando uma fotografia dos dois juntos.

Ele nasceu Tom Miller - mais tarde adotando o sobrenome do poeta francês do século 19 Paul-Marie Verlaine depois que conheceu Hell, nascido Richard Meyers, em uma escola preparatória de Delaware. Eram garotos altos e magros que desistiram e foram para o East Village, onde trabalharam em livrarias e escreveram poesia juntos.

Sete provas de que 2022 foi o ano mais nostálgico da música

"Ele era conhecido por seu lirismo angular e líricos pontiagudos, uma inteligência astuta e uma capacidade de sacudir cada corda em sua emoção mais verdadeira", disse um comunicado de sua assessoria. "Sua visão e sua imaginação farão falta."

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.