Música Vencedor do 'American Idol', Laine Hardy é preso por espionar ex

Vencedor do 'American Idol', Laine Hardy é preso por espionar ex

Segundo a NBC News, ela descobriu uma escuta em seu quarto no último dia 7 de abril e logo chamou a polícia

  • Música | Do R7, com Agência Estado

Cantor foi acusado de plantar uma escuta no quarto de sua ex-namorada

Cantor foi acusado de plantar uma escuta no quarto de sua ex-namorada

Reprodução/Instagram

Laine Hardy, vencedor da 17ª temporada do American Idol, foi preso nesta sexta-feira (29) em Baton Rouge, nos Estados Unidos. O cantor foi acusado de plantar uma escuta no quarto da ex-namorada. De acordo com o relato, ele teria espionado conversas da jovem no dormitório da Universidade do Estado de Louisiana.

Segundo a NBC News, ela descobriu a escuta em seu quarto no último dia 7 de abril e logo chamou a polícia. "A vítima declarou que, depois de pesquisar o dispositivo, descobriu que era um gravador ativado por voz. Ela disse acreditar que a pessoa que deixou o gravador lá seja seu ex-namorado/réu", explicaram as autoridades.

O relacionamento deles teve início em novembro de 2021 e chegou ao fim em fevereiro de 2022. Já de acordo com o DailyMail, documentos legais afirmam que Laine Hardy teria ouvido até mesmo ligações que sua ex teve com a mãe para falar sobre o término. Esses documentos também indicam que teria sido possível ouvir a voz do cantor quando o dispositivo de escuta foi plantado no quarto.

Após ele se entregar à polícia na última quinta-feira (28) e afirmar que estava colaborando com os oficiais de Justiça, a prisão foi efetuada na sexta. "Lane Reed Hardy foi detido pela polícia da LSU (Universidade do Estado da Louisiana) hoje e deu entrada na prisão da paróquia de East Baton Rouge pela violação do código 15:1303 — interceptação e divulgação de comunicação por escuta, eletrônicos, ou oral", disse um porta-voz da universidade.

Na quinta, o cantor falou sobre o assunto por meio de publicação nas redes sociais. "Recebi um mandado em decorrência de acusações feitas contra mim e tenho colaborado totalmente com o Departamento de Polícia da Universidade do Estado de Louisiana", escreveu. 

"Eu entendo que a minha carreira tenha me empurrado aos holofotes do público, e eu abraço isso de todo coração, já que meu mundo inteiro pertence à minha música e aos meus fãs. No entanto, pela natureza sensível dessas acusações, eu humildemente peço privacidade nesse momento. Tenho o máximo respeito pela lei e vou ajudar nas investigações conforme for necessário para seguir em frente", concluiu.

Últimas