Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Microsoft e Activision estendem prazo em contrato de fusão para outubro

A Microsoft e a Activision Blizzard entraram em um acordo para estender a data limite para a conclusão da fusão, que expirava no dia...

Outer Space|

Microsoft e Activision estendem prazo em contrato de fusão para outubro
Microsoft e Activision estendem prazo em contrato de fusão para outubro Microsoft e Activision estendem prazo em contrato de fusão para outubro

A Microsoft e a Activision Blizzard entraram em um acordo para estender a data limite para a conclusão da fusão, que expirava no dia 18 de julho, mas agora passou para o dia 18 de outubro.

“A recente decisão nos EUA e as aprovações em 40 países validam que o acordo é bom para a competição, jogadores e o futuro dos jogos”, tuitou Lulu Cheng Meservey, CCO da Activision Blizzard e EVP de assuntos corporativos. “Dadas as aprovações regulatórias globais e a confiança das empresas de que a CMA agora reconhece que existem remédios disponíveis para atender às suas preocupações no Reino Unido, os conselhos de administração da Activision Blizzard e da Microsoft autorizaram as empresas a não encerrar o negócio até depois de 18 de outubro”.

“Estamos anunciando a extensão de nosso acordo de fusão para 18/10 para fornecer tempo suficiente para trabalhar nas questões regulatórias finais”, comentou o presidente da Microsoft, Brad Smith. “Honraremos todos os compromissos acordados com a CE e outros reguladores e continuaremos a trabalhar com a CMA nas questões levantadas no Reino Unido. Estamos confiantes em nossas perspectivas de levar esse acordo até a linha de chegada”.

Com tanto esforço e custos envolvidos no processo de aprovação, as partes também concordaram com uma taxa de rescisão mais alta e novos acordos comerciais para a transação. Uma taxa de rescisão, pagável se a Microsoft ou a Activision desistir do acordo, agora está definida em US$ 3,5 bilhões se o negócio não for concluído até 29 de agosto, e salta para US$ 4,5 bilhões se passar do dia 15 de setembro.

A Activision também concordou em potencialmente “manter separada a empresa ou certos ativos da empresa ou implementar outras alternativas legais para consumar a fusão” com os reguladores do Reino Unido. Esta cláusula abre espaço para a Microsoft negociar a venda dos direitos comerciais sobre alguns produtos especificamente no Reino Unido, onde a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) barrou o negócio sob a alegação de que seria prejudicial à competição no segmento de jogos em nuvem.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.