Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Backstreet Boys mostram que ainda estão em forma e pedem às fãs: "Curtam como se tivessem 15 anos"

Boy band fez show de duas horas em São Paulo para público eufórico

Pop|Nathalia Ilovatte, do R7

Nick, Howie, AJ, Brian e Kevin mostraram que, 22 anos depois, os BSB ainda deixam a mulherada histérica
Nick, Howie, AJ, Brian e Kevin mostraram que, 22 anos depois, os BSB ainda deixam a mulherada histérica Nick, Howie, AJ, Brian e Kevin mostraram que, 22 anos depois, os BSB ainda deixam a mulherada histérica

Após 22 anos de estrada, os Backstreet Boys não perderam o fôlego e nem as fãs. O quinteto americano se apresentou em São Paulo na noite de sexta-feira (12) para um público composto principalmente por mulheres na faixa dos 30 anos, e que acompanham a banda desde os anos 90. 

Com ingressos esgotados já no primeiro dia de vendas e casa lotada, os Backstreet Boys fizeram as fãs histéricas e enlouquecidas terem um Dia dos Namorados inesquecível.

Pouco antes do show começar, a recepcionista Aline Santana Rodrigues, de 25 anos, comemorava a compra do ingresso. Fã da banda desde os sete anos, ela tentou garantir um lugar no show comprando ingressos pela internet, mas não conseguiu.

- Já estava esgotado. Tentei comprar de outras pessoas pela internet mas também não deu certo, só consegui hoje na porta. Meu namorado veio comigo e tinha um para a pista premium à venda. Eu comprei e ele ficou lá fora me esperando.

Publicidade

O casal vai comemorar o Dia dos Namorados só na segunda-feira.

- Como consegui ingresso hoje, vou tentar de novo nos shows de sábado e domingo.

Publicidade

Diante do palco e antes do show começar, a fã Mariana Vicco, de 29 anos, não conseguia conter as lágrimas. Ela deixou o marido em casa para gritar à vontade e visitou o camarim do grupo. Mariana comprou um ingresso vip que dá direito a um encontro rápido com os integrantes da banda.

- Foi a realização de um sonho. Foi sensacional poder encostar neles e saber que são reais. 

Publicidade

A fã Juliana Cheida, de 28 anos, contou que aguardava desde 1996 para conversar com os Backstreet Boys e abraçá-los. Para ela, nenhuma outra boy band conseguiu superá-los.

- As de hoje nunca serão! Falta nas boy bands atuais o carisma que eles têm. E os Backstreet Boys também melhoraram muito ao longo dos anos, eles amadureceram a cabeça, a voz e o repertório. 

Quando o show começou, Nick, Kevin, Brian, AJ e Howie provaram que Juliana tem razão. O quinteto relembrou coreografias e hits dos anos 90 e 2000, cantou músicas novas e mostrou que as vozes continuam impecáveis. Até mesmo Brian, que teve problemas nas cordas vocais e passou por momentos difíceis ao se preparar para a turnê In a World Like This, fez as fãs matarem a saudade de seus agudos em As Long As You Love Me e arrancou aplausos.

O grupo abriu a apresentação com muita dança e os hits The Call e Don't Want You Back, dos CDs Black and Blue e Millenium. Logo no começo, Nick Carter explicou que a principal regra do show dos Backstreet Boys é enlouquecer.

- Quero que vocês curtam como se tivessem 15 anos. 

O pedido foi atendido e o show foi marcado pela histeria das fãs, que gritaram, fizeram coração com as mãos, choraram e cantaram todas as músicas a plenos pulmões. Em I Want It That Way, os integrantes sorriram impressionados diante de uma casa lotada de fãs que entoaram acapella o começo da música. 

A euforia do público não foi causada só pela saudade da adolescência. O tempo só fez bem aos Backstreet Boys, e os integrantes do grupo continuam merecendo cada ataque histérico feminino. Se nos anos 90 todos tinham cara de bons moços e alguns eram adeptos do cabelo tigelinha, hoje são homens sarados, tatuados, com um visual mais maduro, mas que continuam mandando muito bem em cima do palco. 

Embora a energia e a essência dos Backstreet Boys permaneçam a mesma, os integrantes não tentam voltar aos anos 90. Eles assumiram que estão na faixa dos 35 anos, casados e com filhos, e deixaram de ser aqueles garotos que concorriam com o N Sync. Algumas coreografias ficaram mais contidas, a performance foi intimista, e em músicas como Quit Playing Games With My Heart e 10,000 Promises a dança deu lugar a banquinhos e instrumentos. Howie D. até brincou com esse amadurecimento.

- Estamos tocando em vez de dançar porque percebemos que não vamos conseguir mexer a bunda por muito mais tempo. 

Mesmo assim, os Backstreet Boys prometeram permanecer na ativa. Brian contou que o grupo vai entrar em estúdio para gravar um novo álbum, e que depois dele vem uma turnê que deve passar pelo Brasil em 2016. 

- Nós estamos aqui há 22 anos graças a cada um de vocês. Mas eu não quero pensar no passado, quero saber do futuro. Vocês vão estar conosco nos próximos 22 anos?

A resposta ensurdecedora das fãs não deixou dúvidas de que o quinteto não deve se aposentar tão cedo. Se depender das brasileiras, os Backstreet Boys ainda vão ter ingressos esgotados, casas lotadas e ataques histéricos por muito tempo. 

Veja as músicas que o grupo cantou no show do dia 12 de junho em São Paulo:

The Call

Don't Want You Back

Incomplete

Permanent Stain

All I Have To Give

As Long As You Love Me

Show 'Em What You're Made Of

Show Me The Meaning of Being Lonely

Breathe

I'll Never break Your Heart

We've Got It Goin' On

10,000 Promises

Madeleine

Quit Playing Games With My Heart

The One

Love Somebody

Shape Of My Heart

In a World Like This

I Want It That Way

Bis:

Everybody

Larger Than Life

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.