Pop Reino Unido vive luto por morte de capitão Tom Moore

Reino Unido vive luto por morte de capitão Tom Moore

SAUDE-COVID-CAPITAOTOM-LUTO:Reino Unido vive luto por morte de capitão Tom Moore

Reuters - Entretenimento

Por Ben Makori

MARSTON MORETAINE, Inglaterra (Reuters) - Com flores e luzes, o Reino Unido homenageou nesta quarta-feira o capitão Tom Moore, de 100 anos, que tocou os corações de milhões oferecendo uma mensagem simples de esperança e abnegação durante o lockdown da Covid-19.

Moore, que arrecadou dezenas de milhões de libras esterlinas para o Serviço Nacional de Saúde andando pelo próprio jardim, morreu na terça-feira no Hospital Bedford depois de enfrentar a Covid-19 e uma pneumonia. Ele também combatia o câncer há 5 anos.

Diante de sua casa, em Marston Moretaine, 80 quilômetros ao norte de Londres, crianças depositaram flores. Uma mensagem dizia: "Descanse em paz, capitão Tom. Amamos você. X."

"Você sempre será nosso herói", dizia outra. "Obrigado por sua ternura e seu sorriso maravilhoso. Descanse em paz."

Sua foto foi mostrada em Piccadilly Circus, no centro de Londres, e a roda-gigante London Eye, o Estádio Wembley e a Torre Blackpool acenderam luzes em sua homenagem.

As condolência vieram da rainha Elizabeth 2ª, do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e até da Casa Branca. Jogadores de futebol, estudantes e sua família verteram lágrimas por um homem que milhões consideram um herói do lockdown.

Em meio às mortes e a desolação da pandemia de Covid-19, a sagacidade e a inspiração do veterano da Segunda Guerra Mundial tocou milhões: sua mensagem ao mundo foi que "o sol voltará a brilhar".

Últimas