Entretenimento Record TV é vencedora do 4º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo 2020

Record TV é vencedora do 4º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo 2020

Reportagem Cemitérios Clandestinos, sobre pessoas sentenciadas e sepultadas pelo “Tribunal do Crime” na cidade de São Paulo, levou o troféu

Reportagem da Record TV faturou o 4º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

Reportagem da Record TV faturou o 4º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

Reprodução/Câmera Record

A Record TV faturou, na última quinta-feira (10), o 4º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo com a reportagem Cemitérios Clandestinos, que trata sobre áreas de mata usadas para enterrar pessoas sentenciadas pelo “Tribunal do Crime” na cidade de São Paulo - assista à matéria abaixo.

A matéria recebeu o prêmio máximo da banca avaliadora e, além do troféu, vai receber R$ 10 mil. A jornalista Flávia Prado Domingos da Silva coordenou a produção da reportagem.

A premiação é uma iniciativa do Sindipol/DF (Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal) e da Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais).

O prêmio está na quarta edição. Em 2020, a fim de preservar a saúde dos inscritos, dos patrocinadores e dos próprios policiais federais durante a pandemia, a cerimônia de entrega foi online, transmitida pelo Youtube da Sindipol/DF e da Fenapef.

Ao todo, 136 reportagens foram analisados pela banca, formada por jornalistas profissionais e professores de Jornalismo.

A Fenapef e o Sindipol/DF distribuíram R$ 28 mil em prêmios. O objetivo é incentivar a produção de matérias sobre segurança pública, em especial as que contribuem para uma melhor compreensão do tema pela sociedade e para o desenvolvimento e melhorias no atual modelo de segurança.

Novidade em 2020

Com o gancho da pandemia, a organização criou o Prêmio online neste ano. Com isso, as 15 matérias escolhidas para a fase final foram submetidos ao crivo dos policiais federais sindicalizados ao Sindipol/DF e aos demais sindicatos filiados à Fenapef.

Além da premiação principal, que a Record TV conquistou, os policiais federais escolheram um vencedor com base na própria experiência em segurança pública. Esses 15 trabalhos foram filtrados anteriormente pela banca técnica, de acordo com os critérios jornalísticos.

Nesta categoria, o vencedor foi o Portal Metrópoles, com a reportagem Meninos Soldados: A Infância a Serviço do Tráfico de Drogas. Essa mesma matéria levou a categoria Webjornalismo.

Essa premiação online, segundo a organização, é uma maneira de integrar as duas áreas de conhecimento.

Demais categorias

Fotojornalismo - José Sérgio da Cunha Júnior, do Diário do Nordeste, com o trabalho Violência Avança em Meio à Pandemia.

Rádio - reportagem Vidas Bandidas: As Histórias dos Criminosos que Aterrorizaram o Espírito Santo, de Sullivan Silva, de A Gazeta.  

Reportagem de Televisão - A TV Justiça conquistou o troféu com O Trabalho dos Peritos Criminais, de Marcela Luiza Alves Rodrigues.

Impresso - O jornalista Humberto Trezzi, do jornal Zero Hora, faturou com a reportagem Mau Uso do Auxílio Emergencial se Espalha no Rio Grande do Sul.

Últimas