Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Até na ioga! Mariana Godoy fala de relação com pets desde a infância

A apresentadora do 'Fala Brasil' se derrete ao falar de Zelda, a gata de que é tutora: 'Preenche nossa casa e nossos corações'

RPet|Do R7

Mariana Godoy e a gata de que é tutora, Zelda
Mariana Godoy e a gata de que é tutora, Zelda Mariana Godoy e a gata de que é tutora, Zelda

Mariana Godoy sempre foi apaixonada por animais. A apresentadora do Fala Brasil, jornal da Record TV, nasceu em Itanhaém, no litoral de sul de São Paulo, e convive desde pequena com bichos de todas as espécies, como cavalos, cães e coelhos. Em conversa exclusiva com o RPet, ela conta um pouco desse amor.

“Toda a minha vida foi com animais. Morei num sítio com a minha família. Andava a cavalo, tomava o leite da vaca, fresquinho, pegava ovos também frescos. E sempre tive cães como companhia. Em nossa casa, eu tinha um cachorro, minhas irmãs, Marta e Miriam, uma gata e um coelho, e meu irmão, Arthur, um passarinho. O quintal era uma festa”, diz.

Atualmente, Mariana é tutora de uma gata, a Zelda, SRD, de 10 anos. “Assim que ela chegou em casa, subiu no meu ombro e ficou pertinho”, recorda.

A felina foi um pedido do filho da jornalista, Heitor, que na época tinha 15 anos — hoje ele está com 22. “Sempre morei em casa e tive cachorros de porte médio. Quando eu me mudei para o Rio de Janeiro, fui para um apartamento. Seis meses depois, o Heitor foi para o Rio também e queria um bicho. Ele ama gatos. Decidimos adotar um gato que não sofresse tanto em ambiente menor”, relata Mariana.

Publicidade

O nome escolhido para a gata teve uma razão especial. “Meu filho quem deu o nome. Zelda foi por uma personagem de um videogame”, completa.

Amor incondicional e parceira de ioga

Mariana Godoy tem a companhia da gata, Zelda, durante a ioga
Mariana Godoy tem a companhia da gata, Zelda, durante a ioga Mariana Godoy tem a companhia da gata, Zelda, durante a ioga

Para Mariana, a melhor parte em ter pets é a companhia e o amor incondicional. “Isso nunca é demais”, admite ela, que sempre tem a companhia de Zelda quando vai praticar ioga, por exemplo.

Publicidade

A jornalista nega que gatos sejam menos carinhosos que os cães. “Quando Zelda voltou da castração, deitou de barriguinha para cima e miou, reclamando, e me mostrando o que fizeram com ela. A conexão com gatos é diferente da conexão com cachorros. Existe, mas não é tão explícita”, comenta.

Mariana, inclusive, conta que quando perdeu o pai, Zelda parecia sentir a tristeza de sua tutora. “Às vezes, a gente pensa que o gato nem liga para a gente. Ele não é dependente, como o cachorro. Mas o amor está ali, do mesmo jeito. Quando meu pai faleceu, ela ficou bem mais perto, estava sempre junto, como se soubesse. ”

Publicidade

Mariana não hesita ao citar o lado ruim em ter um bicho, como gatos e cachorros, o pouco tempo de vida. “É difícil saber que eles se vão em 20 anos”, lamenta.

A favor da adoção

Mariana e a gata de que é tutora, Zelda
Mariana e a gata de que é tutora, Zelda Mariana e a gata de que é tutora, Zelda

Mariana deixa claro que não basta querer ter um pet, é preciso ser responsável. “Meus bichos são bem cuidados, tomam vacinas, são castrados. Como são sempre vira-latas, têm poucos problemas de saúde. Zelda nunca ficou doente”, diz.

Publicidade

A jornalista acredita que muitas raças, por serem criadas apenas com o intuito de comercializar os filhotes, são diferentes dos cães SRD.

“Meus amigos com cachorros de raça vivem relatando problemas. Eu acho que é porque usam as matrizes à exaustão e para muito mais crias do que essa fêmea teria, naturalmente”, explica.

Se pensa em ter mais pets, só se fosse novamente um adotado. “Que a gente escolhe e é escolhido por eles. Hoje a Zelda preenche nossa casa e nossos corações”, declara.

Lidando com notícias ruins

Devido à sua profissão, Mariana acaba tendo que lidar com notícias ruins, como de maus-tratos e abandono de animais. Ela fala de um acontecimento que a marcou nesses anos como jornalista.

“Me lembro de quando eu era repórter e vi um cachorro cavar o barro e a lama de um deslizamento de terra em São Paulo. Ele cavava com desespero. Foi um deslizamento com muitos mortos e os vizinhos estavam acompanhando os resgates. O sofrimento desse cão comoveu os bombeiros, que o ajudaram e encontraram uma cadelinha e seis filhotes, mortos. Foi uma cena supertriste, jamais esquecerei”.

Ana Hickmann, Paula Fernandes, Gottino e mais: famosos que são apaixonados por animais; veja fotos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.