Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Treinar leitura e desenvolvimento cognitivo: especialistas explicam sobre a relação de pets e crianças

Os profissionais alertam os pais sobre a necessidade de supervisão dos pequenos com os animais e do cuidado com alergias 

RPet|André Barbeiro*, do R7

Especialistas contam que pets ajudam no desenvolvimento das crianças
Especialistas contam que pets ajudam no desenvolvimento das crianças Especialistas contam que pets ajudam no desenvolvimento das crianças

Muitos vídeos que mostram a relação de pets com crianças viralizam todos os dias nas redes sociais. São recorrentes na timeline gravações de bebês que dormem ao lado de cães e publicações em que os filhos estão puxando as orelhas do animal, por exemplo. Porém, mesmo que pareça apenas mais um relacionamento entre bicho e humano, essa aproximação pode trazer grandes benefícios aos pequenos.

Ao RPet, a pedagoga Dayane Millan explica que um ambiente com pets ajuda no desenvolvimento da criança e lhe traz benefícios emocionais, cognitivos e sociais. "Isso os ajuda a desenvolver habilidades de empatia, compaixão e responsabilidade."

"Ter um animal doméstico permite que [as crianças] aprendam a cuidar de outro ser vivo, alimentando-os, dando água, brincando e até mesmo os acalmando quando estão tristes ou doentes. Essas interações podem fortalecer o vínculo afetivo e ajudar as crianças a compreenderem a importância das relações interpessoais saudáveis na vida do humano", continua.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Dayane afirma ainda que os cães e gatos podem ser ótimos motivadores para a leitura. "As crianças podem ler para eles sem medo de serem julgadas. Essa prática fortalece as habilidades de leitura, vocabulário e compreensão, além de aumentar a confiança e autoestima dos pequenos leitores."

Saúde da criança

Livia Romeiro, veterinária especialista em linha de cuidado, comenta a atenção à saúde da criança. "Os pais devem tomar cuidado se o filho tem quadros alérgicos já diagnosticados, já que o pelo do pet pode desencadear mais crises", comenta a médica.

Publicidade

A especialista ressalta que todo tipo de contato que uma criança tem com o pet deve ser supervisionado. "Tanto para proteção da criança quanto para a do animal. Inclusive, existem muitos vídeos dos pequenos puxando as orelhas dos bichos, mas não é indicado que eles façam isso, porque em uma 'brincadeira' dessas, ele pode reagir e machucá-los", comenta Livia.

Pets terapeutas

Fernando Lopes, comportamentalista e adestrador animal, diz que os pets terapeutas motivam uma melhora "substancial" das crianças. "O animal consegue criar uma conexão, principalmente o cão, porque ele consegue entender movimentos e gestos, o que traz segurança para as crianças."

Publicidade

"Gosto de dizer que o pet é o melhor remédio e companheiro que uma criança pode ter", finaliza.

Veja mais: Beijos, roupas, acessórios e mais: 7 coisas que os humanos fazem e os cachorros detestam

*Sob a supervisão de Thaís Sant'Anna

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.