Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Macaco Chico, que 'sequestrava' filhotes de gato e cachorro, é capturado no Piauí

Diversos vídeos do animal, feitos por moradores da região, viralizaram nas redes sociais na última semana

RPet|

Macaco Chico 'sequestrava' filhotes de cães e gatos e foi filmado por moradores no Piauí
Macaco Chico 'sequestrava' filhotes de cães e gatos e foi filmado por moradores no Piauí Macaco Chico 'sequestrava' filhotes de cães e gatos e foi filmado por moradores no Piauí

Um macaco-prego, apelidado de Chico, foi capturado pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Picos (Semam) e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na quinta-feira (21). O animal ganhou fama nas redes sociais depois que vídeos em que ele aparece "sequestrando" filhotes de gato e cachorro viralizaram, no início da semana. A captura foi feita na cidade de Picos, no Piauí.

Em um dos vídeos, Chico aparece pendurado em uma árvore e segura um filhote de cachorro. Em outro, ele "monta" em um cão de médio porte enquanto carrega um filhote de gato.

A Semam divulgou uma nota para informar que a captura do macaco foi feita para a segurança dos moradores. As interações do animal com a população podem ser perigosas, já que ele pode atacar alguém, caso se sinta ameaçado, causando "contaminações graves e problemas de saúde pública".

"Tal situação, embora viesse sendo tratada como 'curiosa', deve ser tratada com a seriedade que a situação exige. Animais silvestres possuem características e comportamentos que são próprios de suas espécies e que, na natureza, no seu habitat natural, são totalmente adequados, porém, fora desse ambiente, podem se tornar perigosos para os próprios animais e para quem está a sua volta", diz o comunicado.

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

• Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

A Semam também explicou que a captura do macaco foi feita por profissionais qualificados e que ele foi encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama, em Teresina, a capital do estado.

"O macaco em questão já passou por processo de domesticação e posterior abandono, o que faz com que o trabalho de triagem e possível reabilitação seja feito por especialistas em local adequado. Trata-se de um animal silvestre e não animal doméstico e, por isso, exige cuidados adequados na captura e tratamento", diz a nota.

Publicidade

No Cetas, Chico passará por um processo de avaliação para saber se é possível que ele seja reinserido na natureza. A Semam também reforçou que a "captura e encarceramento de animais silvestres é crime e gera prejuízos ambientes e de saúde pública".

Assista ao vídeo:

VEJA TAMBÉM: Livro dos recordes: saiba quais animais estão na lista com feitos e características peculiares

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.