Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Entre Pets e Beijos
Publicidade

Série "Abrigos": animais que passam a vida nestes locais

Episódio 8: as chances de adoção são infinitamente menores para animais adultos, sem raça, com pelo curto, pretos, grandes, doentes e deficientes

Entre Pets e Beijos|Do R7 e Lidiane Shayuri Hayashi


O início do funcionamento do abrigo Toca dos Peludos se confunde com a história da mais antiga abrigada. Em um dia qualquer há 15 anos, a responsável pela Toca, Daura Carvalho, havia saído, e na volta, procurou um ponto de ônibus. O coletivo chegou, e no embarque, uma cachorrinha assustada e nitidamente perdida tentava seguir as pessoas e subir no veículo.

Animais que passam a vida em abrigos
Animais que passam a vida em abrigos

Daura ficou abalada, pediu encarecidamente para que o motorista liberasse o transporte do animal que a partir daquele momento passaria a ser responsabilidade dela. Ele deixou e o destino das duas se uniu ali. A cadela recebeu o nome de Rebeca. Na época, com aproximadamente 2 anos de idade, Rebeca já experimentava a dor do abandono. Os eventos de adoção eram pouco divulgados. O tempo foi passando e a cachorrinha "foi ficando". 

Ao olhar a Rebeca pessoalmente, a impressão é que apesar de todo o cuidado e amor recebidos, tem um espacinho ali vazio no olhar... Um bichinho que vive até hoje de forma doce apenas para ofertar amor e que não conseguiu a oportunidade de ter uma familia para chamar de sua.

Muda o abrigo e a história se repete! O protetor Marcelinho, fundador e responsável pelo Projeto Bichos do Gueto, em Mairiporã, São Paulo, luta diariamente para manter e divulgar seus animais, principalmente os mais velhos:

Publicidade

A luta diária e o desinteresse das pessoas pela adoção de pets, muitas vezes rende a impressão de um movimento de "enxugar gelo". Há muitos focinhos incríveis apenas aguardando uma oportunidade!

Se você se interessou por algum destes fofos apresentados pelo Marcelinho, entre em contato pelo telefone (11) 94848-656.

Publicidade

Às vezes paro para refletir sobre a situação de escolha. E se fosse contrária? Se os animais tivessem a oportunidade de escolher seus tutores? Consegue imaginar?

No próximo episódio, vamos te mostrar as vantagens da adoção de pets adultos e até idosos! Por aqui, ninguém solta a pata de ninguém!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.