Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Pai de cachorro
Publicidade

Governo do RS quer dar R$ 450 para quem adotar animais resgatados. Errado. Veja como usar melhor esse dinheiro

Ajuda pode ser destinada a fazer parcerias, campanhas de adoção e outras iniciativas que realmente ajudem

Pai de Cachorro|Celso ZucatelliOpens in new window


O Governo do Rio Grande do Sul tem uma oportunidade histórica de resolver a situação da população de animais de rua de uma forma jamais vista no Brasil, porque nunca tantos estiveram abrigados como estão hoje.

Me parece haver uma boa intenção aqui porque o tema dos animais entrou em discussão, mas é necessário ouvir quem se dedica e entende do assunto, como a turma da proteção animal, das ONGs, dos conselhos de Veterinária, das universidades e tantos outros especialistas. São estes profissionais que vão dizer qual o melhor uso da verba pública: castrar todos os animais, manter e equipar os abrigos, fazer parcerias com universidades de veterinária para que as aulas práticas sejam feitas cuidando dos cães e gatos resgatados, treinamento de parte deles para que se tornem cães de serviços, cães-guias, campanhas de adoção em outros estados e tantas outras possibilidades. Vamos aproveitar esta oportunidade depois de uma tragédia e fazer algo realmente bom e transformador.

Outro lado: “Nós queremos que todos estes animais tenham um lar, mas sabemos que muitas pessoas podem querer ter um animal, mas acabam não conseguindo dar os cuidados iniciais. Por isso, vamos encaminhar um projeto para a Assembleia Legislativa prevendo um incentivo financeiro que ajude a concretizar as adoções e garanta o encaminhamento dos animais resgatados para um lar”, disse o governador do RS, Eduardo Leite (PSDB).

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.