Entretenimento Um em cada três brasileiros assiste à Record TV no país, aponta estudo

Um em cada três brasileiros assiste à Record TV no país, aponta estudo

Record News é a 2ª marca jornalística mais confiável do país e, ao lado do R7, é acessada por 72 milhões de pessoas toda semana

Resumindo a Notícia

  • Pesquisa mostra que cerca de 36% dos brasileiros assistem à Record TV toda semana
  • O número equivale a um total de cerca de 76 milhões de pessoas sintonizados na emissora
  • Os dados fazem parte de um estudo feito pelo Instituto Reuters com a Universidade de Oxford
  • A Record News e o R7 aparecem entre as marcas de mídia mais confiáveis para o público
Christina Lemos e Luiz Fara Monteiro na bancada do 'Jornal da Record'

Christina Lemos e Luiz Fara Monteiro na bancada do 'Jornal da Record'

Reprodução

Uma pesquisa do Instituto Reuters, em parceria com a Universidade de Oxford, indica que 36% dos brasileiros assistem à Record TV toda semana. Esse percentual corresponde a um público de 76 milhões de pessoas, que sintonizam o canal semanalmente.

Dentro desse universo, 26% acessam a Record TV com o controle remoto ao menos três vezes por semana – um público de 55 milhões de pessoas. Esse recorte coloca a emissora paulista na segunda posição geral do ranking.

Público tende a confiar mais nas emissoras de TV, de acordo com o estudo

Público tende a confiar mais nas emissoras de TV, de acordo com o estudo

Divulgação

O estudo, que considerou a base da população brasileira em 211 milhões de pessoas, assinala que as emissoras de TV comerciais ainda são a principal força de comunicação no país como fonte de notícias, embora perca terreno gradualmente para as mídias sociais.

As redes de televisão aberta ainda concentram 51,9% de toda a publicidade em comunicação no país, de acordo com a pesquisa. Apesar disso, o estudo indica que os brasileiros não estão dispostos a pagar por informação, uma vez que a TV paga perdeu mais de 800 mil assinantes na onda do corte de despesas das famílias brasileiras durante a pandemia.

A principal fonte de notícias dos brasileiros hoje são os veículos online, uma vez que 83% disseram que usam da grande rede para se informar - em 2013, eram 90%. Essa conta também considera o uso das redes sociais como fonte de informação.

Seis em cada dez brasileiros usam a televisão (61%) como fonte de informação em 2021. Apenas 12% ainda recorrem à mídia impressa, como jornais e revistas, para se informar - uma queda vertiginosa em relação a 2013, quando metade dos brasileiros usavam esse meio.  

Ranking mostra impacto da televisão na casa dos brasileiros, segundo o estudo

Ranking mostra impacto da televisão na casa dos brasileiros, segundo o estudo

Reprodução/Instituto Reuters

Forma de acesso e confiança

O estudo ainda destaca a mudança na maneira como o público consome as notícias. De 2013 para 2021, o número de pessoas que buscam informações usando os smartphones subiu de 20% para 77% - a popularização e os avanços tecnológicos da telefonia celular foram fundamentais.

Enquanto isso, os computadores, embora ainda tenham marca expressiva, tiveram uma queda de 80% para 36%. Os tablets passaram de 14% para 8% como acessório usado para acessar as informações no Brasil. 

Com a crise trazida pela pandemia de covid-19, o estudo também aponta que as pessoas parecem mais preocupadas em buscar fontes de informação confiáveis. O público tende a confiar mais nas emissoras de TV do que em notícias divulgadas apenas nas redes sociais.

Com a pandemia de covid-19, o público passou a buscar por fontes mais confiáveis de informação

Com a pandemia de covid-19, o público passou a buscar por fontes mais confiáveis de informação

Divulgação/Record TV

A Record News surge no estudo como a segunda marca mais confiável do país e, ao lado do R7, é acessada por quase 72 milhões de pessoas toda semana.

Cerca de 34% dos brasileiros acessam a Record News online, cujo sinal ao vivo é aberto para os internautas no YouTube, e o portal R7 por semana. São 72 milhões de pessoas.

Dois em cada três brasileiros (66%) consideram a Record News confiável

Dois em cada três brasileiros (66%) consideram a Record News confiável

Reprodução/Instituto Reuters

A metodologia do estudo incluiu questionários realizados virtualmente entre o final de janeiro e o começo de fevereiro de 2021. Também foram usados dados de grupos focais e entrevistas realizadas em quatro países, sendo eles EUA, Reino Unido, Alemanha e Brasil, todas conduzidas também em fevereiro deste ano. 

Últimas