Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Caos na Argentina: país vive onda de saques em meio à tensão eleitoral

Flipar

Flipar|Do R7

Em profunda crise econômica e cenário político acalorado, a Argentina vive dias de terror.
Em profunda crise econômica e cenário político acalorado, a Argentina vive dias de terror. Em profunda crise econômica e cenário político acalorado, a Argentina vive dias de terror.
Uma onda de vandalismo e saques a supermercados e lojas se espalhou por várias cidades e chegou à capital Buenos Aires.
Uma onda de vandalismo e saques a supermercados e lojas se espalhou por várias cidades e chegou à capital Buenos Aires. Uma onda de vandalismo e saques a supermercados e lojas se espalhou por várias cidades e chegou à capital Buenos Aires.
Há relatos de roubos coletivos e prisões nas províncias de Córdoba, Mendoza, Neuquén, Rio Negro e na região metropolitana de Buenos Aires.
Há relatos de roubos coletivos e prisões nas províncias de Córdoba, Mendoza, Neuquén, Rio Negro e na região metropolitana de Buenos Aires. Há relatos de roubos coletivos e prisões nas províncias de Córdoba, Mendoza, Neuquén, Rio Negro e na região metropolitana de Buenos Aires.
De acordo com o ministro da Segurança da província de Buenos Aires, Sergio Berni, foram registradas ao menos 150 ações coordenadas de saques nas áreas da periferia de argentina.
De acordo com o ministro da Segurança da província de Buenos Aires, Sergio Berni, foram registradas ao menos 150 ações coordenadas de saques nas áreas da periferia de argentina. De acordo com o ministro da Segurança da província de Buenos Aires, Sergio Berni, foram registradas ao menos 150 ações coordenadas de saques nas áreas da periferia de argentina.
A cidade de Moreno, na área da Grande Buenos Aires, registrou ataques em massa a comércio com participação até com crianças.
A cidade de Moreno, na área da Grande Buenos Aires, registrou ataques em massa a comércio com participação até com crianças. A cidade de Moreno, na área da Grande Buenos Aires, registrou ataques em massa a comércio com participação até com crianças.
A violência nas ruas acirrou os ânimos da disputa eleitoral. No dia 22 de outubro, a Argentina escolherá seu novo presidente.
A violência nas ruas acirrou os ânimos da disputa eleitoral. No dia 22 de outubro, a Argentina escolherá seu novo presidente. A violência nas ruas acirrou os ânimos da disputa eleitoral. No dia 22 de outubro, a Argentina escolherá seu novo presidente.
Os atos estariam sendo mobilizados por páginas nas redes sociais, segundo o governador da província de Buenos Aires, Axel Kicillof.
Os atos estariam sendo mobilizados por páginas nas redes sociais, segundo o governador da província de Buenos Aires, Axel Kicillof. Os atos estariam sendo mobilizados por páginas nas redes sociais, segundo o governador da província de Buenos Aires, Axel Kicillof.
Gabriela Cerrutti, porta-voz da presidência, acusou contas na internet ligadas aos candidatos da oposição de incentivarem os saques.
Gabriela Cerrutti, porta-voz da presidência, acusou contas na internet ligadas aos candidatos da oposição de incentivarem os saques. Gabriela Cerrutti, porta-voz da presidência, acusou contas na internet ligadas aos candidatos da oposição de incentivarem os saques.
Os perfis apontados por Cerutti apoiam Javier Millei e Patricia Bullrich, os candidatos da direita com mais votos nas primárias do dia 14 de agosto.
Os perfis apontados por Cerutti apoiam Javier Millei e Patricia Bullrich, os candidatos da direita com mais votos nas primárias do dia 14 de agosto. Os perfis apontados por Cerutti apoiam Javier Millei e Patricia Bullrich, os candidatos da direita com mais votos nas primárias do dia 14 de agosto.
A versão governista é de que milícias digitais do
A versão governista é de que milícias digitais do A versão governista é de que milícias digitais do
O polêmico Milei, que se autointitula um
O polêmico Milei, que se autointitula um O polêmico Milei, que se autointitula um
Milei, que defende o fim do Banco Central e a dolarização da economia local, comparou as cenas de selvageria às vistas em 2001.
Milei, que defende o fim do Banco Central e a dolarização da economia local, comparou as cenas de selvageria às vistas em 2001. Milei, que defende o fim do Banco Central e a dolarização da economia local, comparou as cenas de selvageria às vistas em 2001.
Flipar
Flipar Flipar
Bullrich criticou o que considera omissão do presidente Alberto Fernández e sua vice Cristina Kirchner (ex-mandatária do país).
Bullrich criticou o que considera omissão do presidente Alberto Fernández e sua vice Cristina Kirchner (ex-mandatária do país). Bullrich criticou o que considera omissão do presidente Alberto Fernández e sua vice Cristina Kirchner (ex-mandatária do país).
Os saques são mais uma face da tremenda crise econômica vivida pela Argentina.
Os saques são mais uma face da tremenda crise econômica vivida pela Argentina. Os saques são mais uma face da tremenda crise econômica vivida pela Argentina.
A inflação anual ultrapassa os 100% e o peso só faz derreter em relação ao dólar.
A inflação anual ultrapassa os 100% e o peso só faz derreter em relação ao dólar. A inflação anual ultrapassa os 100% e o peso só faz derreter em relação ao dólar.
A desvalorização da moeda fez até brasileiros e uruguaios promoverem excursões apenas para fazer compras na Argentina.
A desvalorização da moeda fez até brasileiros e uruguaios promoverem excursões apenas para fazer compras na Argentina. A desvalorização da moeda fez até brasileiros e uruguaios promoverem excursões apenas para fazer compras na Argentina.
Sergio Massa, ministro da Economia e candidato situacionista à presidência, anunciou depois das primárias medidas para desbloquear empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI).
Sergio Massa, ministro da Economia e candidato situacionista à presidência, anunciou depois das primárias medidas para desbloquear empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI). Sergio Massa, ministro da Economia e candidato situacionista à presidência, anunciou depois das primárias medidas para desbloquear empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI).
A desvalorização da moeda foi de 22% só nas últimas semanas.
A desvalorização da moeda foi de 22% só nas últimas semanas. A desvalorização da moeda foi de 22% só nas últimas semanas.
As estimativas mais pessimistas calculam que a Argentina baterá os 200% de inflação no ano.
As estimativas mais pessimistas calculam que a Argentina baterá os 200% de inflação no ano. As estimativas mais pessimistas calculam que a Argentina baterá os 200% de inflação no ano.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.