Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

China escava um dos maiores buracos do planeta

Flipar

Flipar|Do R7


Cientistas começaram a cavar um dos buracos mais profundos da Terra.
Cientistas começaram a cavar um dos buracos mais profundos da Terra.
A escavação começou em 31/5 na Bacia de Tarim, Região Autônoma Uigur de Xinjiang, na China.
A escavação começou em 31/5 na Bacia de Tarim, Região Autônoma Uigur de Xinjiang, na China.
A área da perfuração fica no interior do deserto de Taklimakan, o maior da China e um dos maiores do mundo.
A área da perfuração fica no interior do deserto de Taklimakan, o maior da China e um dos maiores do mundo.
É nesse deserto frio, inclusive, que fica a Depressão de Turfã, um oásis localizado 154 metros abaixo do nível do mar, com temperatura abaixo de -2ºC, já no limite geográfico do deserto.
É nesse deserto frio, inclusive, que fica a Depressão de Turfã, um oásis localizado 154 metros abaixo do nível do mar, com temperatura abaixo de -2ºC, já no limite geográfico do deserto.
O objetivo é escavar até 11 mil metros de profundidade para encontrar rochas do Período Cretáceo
O objetivo é escavar até 11 mil metros de profundidade para encontrar rochas do Período Cretáceo
Esse período remonta a 145 milhões de anos atrás e, para chegar até essas rochas, a máquina vai furar 10 camadas de rochas de diferentes formações.
Esse período remonta a 145 milhões de anos atrás e, para chegar até essas rochas, a máquina vai furar 10 camadas de rochas de diferentes formações.
Mesmo assim o buraco ainda estará distante do manto da Terra , que fica a 30 mil metros de profundidade.
Mesmo assim o buraco ainda estará distante do manto da Terra , que fica a 30 mil metros de profundidade.
A Bacia de Tarim é uma das áreas mais difíceis de explorar devido ao seu ambiente de solo áspero e condições subterrâneas complicadas.
A Bacia de Tarim é uma das áreas mais difíceis de explorar devido ao seu ambiente de solo áspero e condições subterrâneas complicadas.
Atualmente o buraco mais profundo do mundo é o Kola Superdeep Borehole, na Península de Kola, na Rússia
Atualmente o buraco mais profundo do mundo é o Kola Superdeep Borehole, na Península de Kola, na Rússia
Escavado desde 24/5/1970 até 1991, após o fim da União Soviética, em 1991, o buraco chega a 11.034 metros abaixo do nível do mar.
Escavado desde 24/5/1970 até 1991, após o fim da União Soviética, em 1991, o buraco chega a 11.034 metros abaixo do nível do mar.
Na escavação da cratera, os cientistas descobriram que as rochas das profundezas eram menos úmidas do que se supunha.
Na escavação da cratera, os cientistas descobriram que as rochas das profundezas eram menos úmidas do que se supunha.
O estudo das rochas ajuda na evolução do conhecimento sobre a formação do planeta.
O estudo das rochas ajuda na evolução do conhecimento sobre a formação do planeta.
As rochas formadas pelo magma cobrem 1/4 da Terra e são constituídas por diversos minerais, como quartzo, mica e silício.
As rochas formadas pelo magma cobrem 1/4 da Terra e são constituídas por diversos minerais, como quartzo, mica e silício.
O magma é a substância fluida com temperatura entre 700ºC e 1.300ºC , da lava de vulcões, que se solidifica dando origem às rochas, contendo uma rica mistura de minerais.
O magma é a substância fluida com temperatura entre 700ºC e 1.300ºC , da lava de vulcões, que se solidifica dando origem às rochas, contendo uma rica mistura de minerais.
Essas escavações exigem, além de equipamentos especiais, uma técnica muito apurada.
Essas escavações exigem, além de equipamentos especiais, uma técnica muito apurada.
O engenheiro Sun Jinsheng disse:
O engenheiro Sun Jinsheng disse:
A Academia Chinesa de Engenharia é uma das instituições mais respeitadas do país. Foi fundada em 1994 e faz parte, inclusive, do Conselho de Estado da China.
A Academia Chinesa de Engenharia é uma das instituições mais respeitadas do país. Foi fundada em 1994 e faz parte, inclusive, do Conselho de Estado da China.
O Conselho de Estado da China é a principal autoridade administrativa do país, presidido pelo primeiro-ministro da República, Li Qiang.
O Conselho de Estado da China é a principal autoridade administrativa do país, presidido pelo primeiro-ministro da República, Li Qiang.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.