Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Drama americano: presidentes mortos em exercício

Flipar

Flipar|Do R7


O dia 15 de abril de 1865 marcou o primeiro assassinato de um presidente americano no exercício do mandato: Abraham Lincoln.
O dia 15 de abril de 1865 marcou o primeiro assassinato de um presidente americano no exercício do mandato: Abraham Lincoln.
Lincoln estava no camarote do Teatro Ford quando foi baleado na cabeça, à queima-roupa, por John Wilkes Booth. O criminoso tinha planejado sequestrar o presidente para trocá-lo por prisioneiros Confederados. Mas mudou de ideia ao ouvir Lincoln defendendo o direito de voto dos negros. E decidiu matá-lo.
Lincoln estava no camarote do Teatro Ford quando foi baleado na cabeça, à queima-roupa, por John Wilkes Booth. O criminoso tinha planejado sequestrar o presidente para trocá-lo por prisioneiros Confederados. Mas mudou de ideia ao ouvir Lincoln defendendo o direito de voto dos negros. E decidiu matá-lo.
Abraham Lincoln tinha 56 anos e estava no cargo desde 1861. Ele é considerado um dos mais importantes presidentes da história americana.
Abraham Lincoln tinha 56 anos e estava no cargo desde 1861. Ele é considerado um dos mais importantes presidentes da história americana.
Foi bem sucedido ao liderar o país durante sua maior crise - a Guerra Civil Americana - preservando a integridade territorial, abolindo a escravidão e fortalecendo o governo como uma unidade nacional.
Foi bem sucedido ao liderar o país durante sua maior crise - a Guerra Civil Americana - preservando a integridade territorial, abolindo a escravidão e fortalecendo o governo como uma unidade nacional.
Os EUA já tiveram oito presidentes que morreram em exercício do cargo e foram substituídos por seus vices. Três foram assassinados e cinco sofreram com problemas de saúde. Veja, além de Lincoln, a lista em ordem cronológica.
Os EUA já tiveram oito presidentes que morreram em exercício do cargo e foram substituídos por seus vices. Três foram assassinados e cinco sofreram com problemas de saúde. Veja, além de Lincoln, a lista em ordem cronológica.
William Henry Harrison - Morreu em 4 de abril de 1841, vítima de pneumonia e pleurisia, aos 68 anos.
William Henry Harrison - Morreu em 4 de abril de 1841, vítima de pneumonia e pleurisia, aos 68 anos.
Zachary Taylor - Morreu em 9 de julho de 1850, após sofrer gastroenterite aguda, aos 65 anos.
Zachary Taylor - Morreu em 9 de julho de 1850, após sofrer gastroenterite aguda, aos 65 anos.
James A. Gardfield - Morreu em 19 de setembro de 1881, aos 49 anos, por complicações após ser baleado por um advogado que queria ser funcionário público. Seu assassino, Charles J.Guiteau, foi executado como pena pelo crime.
James A. Gardfield - Morreu em 19 de setembro de 1881, aos 49 anos, por complicações após ser baleado por um advogado que queria ser funcionário público. Seu assassino, Charles J.Guiteau, foi executado como pena pelo crime.
William McKinley - Morreu em 14 de setembro de 1901, aos 58 anos, vítima de um atentado executado por Leon Czolgosz oito dias antes, durante a Exposição Panamericana em Buffalo.
William McKinley - Morreu em 14 de setembro de 1901, aos 58 anos, vítima de um atentado executado por Leon Czolgosz oito dias antes, durante a Exposição Panamericana em Buffalo.
Warren G. Harding - Morreu em 2 de agosto de 1923, aos 57 anos, ao sofrer um ataque cardíaco.
Warren G. Harding - Morreu em 2 de agosto de 1923, aos 57 anos, ao sofrer um ataque cardíaco.
Franklin Delano Roosevelt - Morreu em 12 de abril de 1945, aos 63 anos, de hemorragia cerebral.
Franklin Delano Roosevelt - Morreu em 12 de abril de 1945, aos 63 anos, de hemorragia cerebral.
Roosevelt foi um dos mais importantes presidentes americanos, líder do país na luta contra o Nazismo durante a II Guerra Mundial. Morreu cinco meses antes do fim do conflito. Esta é a última foto de Roosevelt, tirada na véspera de sua morte.
Roosevelt foi um dos mais importantes presidentes americanos, líder do país na luta contra o Nazismo durante a II Guerra Mundial. Morreu cinco meses antes do fim do conflito. Esta é a última foto de Roosevelt, tirada na véspera de sua morte.
John F. Kennedy - Morreu em 22 de novembro de 1963, aos 46 anos, assassinado a tiros num dos episódios mais marcantes da história americana. Ele visitava Dallas e percorria um caminho de carro quando foi baleado.
John F. Kennedy - Morreu em 22 de novembro de 1963, aos 46 anos, assassinado a tiros num dos episódios mais marcantes da história americana. Ele visitava Dallas e percorria um caminho de carro quando foi baleado.
A cena do assassinato, quando Kennedy é atingido por um tiro na cabeça e a mulher levanta para coletar parte de seu cérebro, é uma das mais vistas da história. Na foto, Kennedy e Jaqueline momentos antes do crime.
A cena do assassinato, quando Kennedy é atingido por um tiro na cabeça e a mulher levanta para coletar parte de seu cérebro, é uma das mais vistas da história. Na foto, Kennedy e Jaqueline momentos antes do crime.
A morte de Kennedy suscitou todo tipo de teoria da conspiração.
A morte de Kennedy suscitou todo tipo de teoria da conspiração.
O suposto assassino, Lee Harvey Oswald, foi preso 80 minutos depois do crime, num teatro. E acabou sendo morto dois dias depois, na prisão, alimentando ainda mais a desconfiança de que ele foi um bode expiatório.
O suposto assassino, Lee Harvey Oswald, foi preso 80 minutos depois do crime, num teatro. E acabou sendo morto dois dias depois, na prisão, alimentando ainda mais a desconfiança de que ele foi um bode expiatório.
John Kennedy tornou-se um dos presidentes com imagem popular mais consolidada e um dos mais homenageados. O aeroporto internacional de Nova York passou a chamar-se JFK em sua memória.
John Kennedy tornou-se um dos presidentes com imagem popular mais consolidada e um dos mais homenageados. O aeroporto internacional de Nova York passou a chamar-se JFK em sua memória.
Vários discursos de Kennedy são considerados ícones e um trecho de sua fala durante a posse está transcrito em seu túmulo. Na foto, Kennedy durante discurso sobre direitos civis, em 11 de junho de 1963.
Vários discursos de Kennedy são considerados ícones e um trecho de sua fala durante a posse está transcrito em seu túmulo. Na foto, Kennedy durante discurso sobre direitos civis, em 11 de junho de 1963.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.