Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Empresa planeja criar ‘moradias’ no fundo do mar até 2027

Flipar|

Segundo informações da revista Forbes, uma empresa especializada em tecnologia para o oceano lançou um novo projeto que visa estabelecer moradias permanentes em águas profundas até 2027.
Segundo informações da revista Forbes, uma empresa especializada em tecnologia para o oceano lançou um novo projeto que visa estabelecer moradias permanentes em águas profundas até 2027. Segundo informações da revista Forbes, uma empresa especializada em tecnologia para o oceano lançou um novo projeto que visa estabelecer moradias permanentes em águas profundas até 2027. (Flipar)
Chamado de
Chamado de Chamado de (Flipar)
A DEEP, empresa por trás da proposta, garante que a construção permitirá que cientistas e pesquisadores permaneçam debaixo d'água por períodos prolongados.
A DEEP, empresa por trás da proposta, garante que a construção permitirá que cientistas e pesquisadores permaneçam debaixo d'água por períodos prolongados. A DEEP, empresa por trás da proposta, garante que a construção permitirá que cientistas e pesquisadores permaneçam debaixo d'água por períodos prolongados. (Flipar)
De acordo com a empresa, os espaços no
De acordo com a empresa, os espaços no De acordo com a empresa, os espaços no (Flipar)
O objetivo, de acordo com a companhia, é tornar os humanos mais adaptados à vida aquática, tendo o Sentinel como o primeiro passo significativo nessa direção.
O objetivo, de acordo com a companhia, é tornar os humanos mais adaptados à vida aquática, tendo o Sentinel como o primeiro passo significativo nessa direção. O objetivo, de acordo com a companhia, é tornar os humanos mais adaptados à vida aquática, tendo o Sentinel como o primeiro passo significativo nessa direção. (Flipar)
“Queremos trazer a humanidade de volta para o oceano. É sobre aumentar a conscientização e destacar a importância do oceano, que é o coração e os pulmões de nosso planeta, responsável pelo oxigênio em pelo menos a cada dois suspiros que você dá”, disse Sean Wolpert, presidente da DEEP, à Forbes.
“Queremos trazer a humanidade de volta para o oceano. É sobre aumentar a conscientização e destacar a importância do oceano, que é o coração e os pulmões de nosso planeta, responsável pelo oxigênio em pelo menos a cada dois suspiros que você dá”, disse... “Queremos trazer a humanidade de volta para o oceano. É sobre aumentar a conscientização e destacar a importância do oceano, que é o coração e os pulmões de nosso planeta, responsável pelo oxigênio em pelo menos a cada dois suspiros que você dá”, disse Sean Wolpert, presidente da DEEP, à Forbes. (Flipar)
A empresa também deu detalhes sobre as acomodações. Eles afirmam que no quarto privado, uma pessoa com 1,80m de altura pode dormir confortavelmente, pois, além do espaço amplo, o cômodo também conta com grandes janelas.
A empresa também deu detalhes sobre as acomodações. Eles afirmam que no quarto privado, uma pessoa com 1,80m de altura pode dormir confortavelmente, pois, além do espaço amplo, o cômodo também conta com grandes janelas. A empresa também deu detalhes sobre as acomodações. Eles afirmam que no quarto privado, uma pessoa com 1,80m de altura pode dormir confortavelmente, pois, além do espaço amplo, o cômodo também conta com grandes janelas. (Flipar)
Algo inédito em habitats subaquáticos é o fato de que cada membro da tripulação tem seu próprio quarto confortável, proporcionando privacidade e espaço pessoal.
Algo inédito em habitats subaquáticos é o fato de que cada membro da tripulação tem seu próprio quarto confortável, proporcionando privacidade e espaço pessoal. Algo inédito em habitats subaquáticos é o fato de que cada membro da tripulação tem seu próprio quarto confortável, proporcionando privacidade e espaço pessoal. (Flipar)
Segundo o presidente da DEEP, o plano é obter aprovações e começar os trabalhos até o fim deste ano.
Segundo o presidente da DEEP, o plano é obter aprovações e começar os trabalhos até o fim deste ano. Segundo o presidente da DEEP, o plano é obter aprovações e começar os trabalhos até o fim deste ano. (Flipar)
“Somos muito sortudos por ter uma pedreira de calcário muito grande que está cheia de água a oeste da Inglaterra, que tem 600m de comprimento, 100m de largura, 80m de profundidade, 20m de visibilidade, de água clara. É lá que teremos o primeiro Sentinel implantado. Esperamos ter o primeiro teste em águas profundas até o final de 2026”, contou o executivo.
“Somos muito sortudos por ter uma pedreira de calcário muito grande que está cheia de água a oeste da Inglaterra, que tem 600m de comprimento, 100m de largura, 80m de profundidade, 20m de visibilidade, de água clara. É lá que teremos o primeiro Sentine... “Somos muito sortudos por ter uma pedreira de calcário muito grande que está cheia de água a oeste da Inglaterra, que tem 600m de comprimento, 100m de largura, 80m de profundidade, 20m de visibilidade, de água clara. É lá que teremos o primeiro Sentinel implantado. Esperamos ter o primeiro teste em águas profundas até o final de 2026”, contou o executivo. (Flipar)
Apesar de a ideia de pessoas comuns viverem em águas profundas parecer instigante, por enquanto a realidade só deve estar disponível para uma parcela muito rica da população.
Apesar de a ideia de pessoas comuns viverem em águas profundas parecer instigante, por enquanto a realidade só deve estar disponível para uma parcela muito rica da população. Apesar de a ideia de pessoas comuns viverem em águas profundas parecer instigante, por enquanto a realidade só deve estar disponível para uma parcela muito rica da população. (Flipar)
“Pessoas que desejam passar por esse processo e se tornarem capazes de operar nesse habitat podem ser aquelas com patrimônio líquido altíssimo”, afirmou Wolpert.
“Pessoas que desejam passar por esse processo e se tornarem capazes de operar nesse habitat podem ser aquelas com patrimônio líquido altíssimo”, afirmou Wolpert. “Pessoas que desejam passar por esse processo e se tornarem capazes de operar nesse habitat podem ser aquelas com patrimônio líquido altíssimo”, afirmou Wolpert. (Flipar)
“É só pensar nas empresas como SpaceX e Blue Origin, que estão enviando super ricos ao espaço”, completou.
“É só pensar nas empresas como SpaceX e Blue Origin, que estão enviando super ricos ao espaço”, completou. “É só pensar nas empresas como SpaceX e Blue Origin, que estão enviando super ricos ao espaço”, completou. (Flipar)
O projeto deve possibilitar que os pesquisadores vivam debaixo d'água por até 28 dias seguidos, proporcionando acesso exclusivo às plataformas continentais em todo o mundo e a áreas mais profundas do oceano, onde se estima que 90% da vida marinha habite.
O projeto deve possibilitar que os pesquisadores vivam debaixo d'água por até 28 dias seguidos, proporcionando acesso exclusivo às plataformas continentais em todo o mundo e a áreas mais profundas do oceano, onde se estima que 90% da vida marinha habite. O projeto deve possibilitar que os pesquisadores vivam debaixo d'água por até 28 dias seguidos, proporcionando acesso exclusivo às plataformas continentais em todo o mundo e a áreas mais profundas do oceano, onde se estima que 90% da vida marinha habite. (Flipar)
“A exploração e mapeamento do oceano ainda estão no começo, e as potenciais aplicações para a saúde que ele contém são significativas”, destacou Wolpert.
“A exploração e mapeamento do oceano ainda estão no começo, e as potenciais aplicações para a saúde que ele contém são significativas”, destacou Wolpert. “A exploração e mapeamento do oceano ainda estão no começo, e as potenciais aplicações para a saúde que ele contém são significativas”, destacou Wolpert. (Flipar)
Segundo o presidente da BEEP, o projeto Sentinel vai ser posicionado a uma profundidade de até 200 metros, o que permitirá aos pesquisadores observar de perto as profundezas do oceano e os mistérios em torno desses ecossistemas.
Segundo o presidente da BEEP, o projeto Sentinel vai ser posicionado a uma profundidade de até 200 metros, o que permitirá aos pesquisadores observar de perto as profundezas do oceano e os mistérios em torno desses ecossistemas. Segundo o presidente da BEEP, o projeto Sentinel vai ser posicionado a uma profundidade de até 200 metros, o que permitirá aos pesquisadores observar de perto as profundezas do oceano e os mistérios em torno desses ecossistemas. (Flipar)
O fundo dos oceanos ainda é uma região pouco explorada pelo ser humano. Estima-se que apenas 20% das profundezas marítimas foram mapeadas. Confira outras curiosidades interessantes sobre o fundo do mar!
O fundo dos oceanos ainda é uma região pouco explorada pelo ser humano. Estima-se que apenas 20% das profundezas marítimas foram mapeadas. Confira outras curiosidades interessantes sobre o fundo do mar! O fundo dos oceanos ainda é uma região pouco explorada pelo ser humano. Estima-se que apenas 20% das profundezas marítimas foram mapeadas. Confira outras curiosidades interessantes sobre o fundo do mar! (Flipar)
Abismos: O fundo do oceano não é plano, mas sim um terreno acidentado com montanhas submarinas, vulcões e vales profundos como a Fossa das Marianas, que chega a 11.034 metros de profundidade, mais do que o dobro da altura do Monte Everest!
Abismos: O fundo do oceano não é plano, mas sim um terreno acidentado com montanhas submarinas, vulcões e vales profundos como a Fossa das Marianas, que chega a 11.034 metros de profundidade, mais do que o dobro da altura do Monte Everest! Abismos: O fundo do oceano não é plano, mas sim um terreno acidentado com montanhas submarinas, vulcões e vales profundos como a Fossa das Marianas, que chega a 11.034 metros de profundidade, mais do que o dobro da altura do Monte Everest! (Flipar)
Criaturas misteriosas: O fundo do oceano é o lar de uma vasta variedade de vida marinha, muitas das quais ainda são desconhecidas para a ciência. Peixes bioluminescentes que produzem sua própria luz, lulas gigantes com tentáculos de até 13 metros, tubarões-duende com focinhos longos e cheios de dentes afiados são apenas alguns dos animais conhecidos.
Criaturas misteriosas: O fundo do oceano é o lar de uma vasta variedade de vida marinha, muitas das quais ainda são desconhecidas para a ciência. Peixes bioluminescentes que produzem sua própria luz, lulas gigantes com tentáculos de até 13 metros, tuba... Criaturas misteriosas: O fundo do oceano é o lar de uma vasta variedade de vida marinha, muitas das quais ainda são desconhecidas para a ciência. Peixes bioluminescentes que produzem sua própria luz, lulas gigantes com tentáculos de até 13 metros, tubarões-duende com focinhos longos e cheios de dentes afiados são apenas alguns dos animais conhecidos. (Flipar)
Pressão: No fundo do oceano, a pressão pode ser mil vezes maior do que na superfície. As criaturas que vivem lá desenvolveram adaptações incríveis para sobreviver nesse ambiente extremo.
Pressão: No fundo do oceano, a pressão pode ser mil vezes maior do que na superfície. As criaturas que vivem lá desenvolveram adaptações incríveis para sobreviver nesse ambiente extremo. Pressão: No fundo do oceano, a pressão pode ser mil vezes maior do que na superfície. As criaturas que vivem lá desenvolveram adaptações incríveis para sobreviver nesse ambiente extremo. (Flipar)
Laboratório natural: Os organismos do fundo do mar podem nos ensinar muito sobre a vida em condições extremas e sobre a origem da vida na Terra. Estudá-los pode nos ajudar a desenvolver novos medicamentos, materiais e tecnologias.
Laboratório natural: Os organismos do fundo do mar podem nos ensinar muito sobre a vida em condições extremas e sobre a origem da vida na Terra. Estudá-los pode nos ajudar a desenvolver novos medicamentos, materiais e tecnologias. Laboratório natural: Os organismos do fundo do mar podem nos ensinar muito sobre a vida em condições extremas e sobre a origem da vida na Terra. Estudá-los pode nos ajudar a desenvolver novos medicamentos, materiais e tecnologias. (Flipar)
Inspiração artística: A beleza e o mistério do fundo do mar inspiraram artistas e escritores por séculos. As histórias de criaturas fantásticas e aventuras em submarinos nos convidam a imaginar como seria explorar esse mundo fascinante.
Inspiração artística: A beleza e o mistério do fundo do mar inspiraram artistas e escritores por séculos. As histórias de criaturas fantásticas e aventuras em submarinos nos convidam a imaginar como seria explorar esse mundo fascinante. Inspiração artística: A beleza e o mistério do fundo do mar inspiraram artistas e escritores por séculos. As histórias de criaturas fantásticas e aventuras em submarinos nos convidam a imaginar como seria explorar esse mundo fascinante. (Flipar)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.