Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Giulia Costa diz que comprar roupa no shopping lhe causa ansiedade: 'Pior fase com meu corpo'

A atriz disse que experimentar peças no provador é "desesperador" para ela e reconheceu que está em uma fase de baixa autoestima

Viva a Vida|Do R7

Giulia Costa disse que é "desesperador" experimentar roupas no provador de lojas
Giulia Costa disse que é "desesperador" experimentar roupas no provador de lojas Giulia Costa disse que é "desesperador" experimentar roupas no provador de lojas

Giulia Costa, de 22 anos, fez um desabafo nas redes sociais nesta terça-feira (23) e contou que comprar roupas no shopping lhe causa ansiedade. A atriz, que é filha de Flávia Alessandra, disse que as peças nas lojas "parecem cada vez menores" e, além disso, ela está em uma fase de baixa autoestima.

"A experiência de ir no shopping, no provador [de roupas] é muito ruim, me gera muita ansiedade. Para mim, é desesperador provar roupa [no shopping]", começou ela. "Eu prefiro comprar online, que vou experimentar [a peça] na minha casa, no meu espelho, com a luz. Enfim, sozinha, sabe?", acrescentou.

Em seguida, ela chamou a atenção para o tamanho das peças que estão à venda nas loja. "Parece que as formas das roupas estão cada vez menores e incertas. Eu odeio essa sensação", afirmou. "Já foi a época que, para mim, era divertido ir ao shopping comprar roupas. Hoje em dia, é uma coisa que me gera muito mais ansiedade, insegurança", enfatizou.

Por fim, a atriz reconheceu que não está numa fase boa consigo mesma. Mas, no geral, ela passou a prestar mais atenção e se incomodar com a falta de diversidade no mercado da moda. "Eu estou em uma fase muito pior de relação com o meu corpo do que eu já estive antes. Mas tenho a sensação de que estamos tomando mais consciência", concluiu.

Leia também

Horas depois de desabafar, Giulia compartilhou prints de mensagens de seguidoras que se identificaram com o relato dela. "Hoje em dia eu me sinto péssima, porque quando você acha que vaiu servir [a peça], não entra nem metade da perna. Com isso, a minha opção de compras agora é roupa de ginástica, que me sinto bem e sei que vai servir", escreveu uma mulher.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.