Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Ralph Lauren é acusada de plagiar desenhos indígenas mexicanos

A acusação foi feita pela esposa do presidente do México, Beatriz Gutiérrez Müller, que classificou a atitude como 'imoral'

Moda|Do R7

Beatriz Gutiérrez Müller chamou a ação de 'imoral'
Beatriz Gutiérrez Müller chamou a ação de 'imoral' Beatriz Gutiérrez Müller chamou a ação de 'imoral'

A esposa do presidente do México, Beatriz Gutiérrez Müller, acusou nesta quinta-feira (20) a marca de vestuário de luxo norte-americana Ralph Lauren de plagiar desenhos indígenas, prática que descreveu como uma apropriação do trabalho de culturas anteriores à colonização do país.

"Ei, Ralph (Lauren): nós já percebemos que você realmente gosta de desenhos mexicanos", escreveu a pesquisadora e autora Beatriz Gutierrez em uma publicação no Instagram. "No entanto, ao copiar esses designs, você está cometendo plágio, o que é ilegal e imoral."

A publicação mostra uma foto de um casaco com motivos indígenas coloridos em uma loja. A etiqueta da roupa revela a marca Ralph Lauren.

A empresa não respondeu imediatamente a um pedido de comentários da Reuters, que encontrou a peça à venda no site de uma loja de departamentos por 360 dólares. A marca já pediu desculpas anteriormente por acusações de apropriação cultural em incidentes separados. 

Publicidade

"Com esperanças você pode reparar os danos às comunidades originais, que fazem esse trabalho por amor, e não pelo lucro", acrescentou Gutierrez, atribuindo os designs às comunidades indígenas de Contla e Saltillo. 

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, lançou uma campanha intensa para retomar as relíquias da herança pré-colombiana do país desde que assumiu o cargo em 2018, inclusive apresentando queixas contra casas de leilão nos Estados Unidos e na Europa, e recuperando dezenas de antiguidades mexicanas. 

Veja a publicação:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.