Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Achamos em Minas
Publicidade

Trem é trem, uai! Só sendo mineiro para entender essa paixão

Para nós, mineiros, o trem é como um velho amigo, que sempre chega na hora e traz um monte de boas histórias na bagagem

Achamos em Minas|Luciana KatahiraOpens in new window


Trem é trem, uai! Arquivo pessoal

Certa vez, durante uma gravação do Achamos em Minas, conheci um poeta nos trilhos do trem. Estava gravando em Tiradentes sobre o queijo da Lúcia (fica a dica, este queijo é delicioso!) quando conheci o Plínio Alvim, um mineiro de fala mansa, apaixonado por nossas montanhas, por este estado maravilhoso e, claro, por trens… O carinho é tanto que até inspiração para poesia esse trem virou:

“Em Minas, o trem não é meramente um meio de transporte. Pra nós, mineiros, qualquer coisa é um trem. Ou melhor, usando nosso próprio dialeto: qualquer trem é um trem. Quando temos fome, comemos um trem. Se estamos com sede, bebemos um trem. Às vezes, um trem pode nos espetar o dedo. Outras, um trem pode cair em nossos olhos. A todo o momento esbarramos em algum trem. Há sempre um trem em nosso caminho, ajudando ou atrapalhando.”

Pois é… no meu caso, os trens sempre ajudaram… já fizemos diversos programas com esse tal trem: Trem Vitória/Minas, Trem de Passa Quatro, de São Lourenço, Maria Fumaça, colecionadores de trem, apaixonados por histórias de trem, a Edna da Maria Fumaça que todos os dias vende seus doces nos vagões do trem e até gente que adotou “Trem” como sobrenome, foi o caso do Ataliba Trem… E, assim, de trem em trem, gravamos diversas histórias…

As estações de trem também foram cenários para gravarmos Achamos deliciosos, como no dia que acompanhamos uma viagem de trem saindo de Passa Quatro, foram diversas curiosidades...

Publicidade

E, assim, entre um trilho e outro encontramos muitas histórias, como a de um mineiro que construiu um trem tão elaborado dentro da sua própria casa que qualquer um que conhece fica impressionado!

E seguindo viagem achamos mineiros mais ousados, mineiros que construíram seu próprio trem no quintal de casa:

Publicidade

E durante a pandemia, quando tivemos que gravar diversos programas online, o trem não poderia ficar de fora e, claro, fizemos um programa todo dedicado a ele. O mais interessante é que todo apaixonado por trem é gente boa:

Revendo essas histórias fico pensando que só sendo mineiro para entender essa paixão por trem. O barulhinho do trem se aproximando, um trilho, a falta de uma palavra que pode ser substituída por um “trem” ou quando queremos dar aquela ênfase que só o trem é capaz de dar… Mas, bem, como não sou poeta, vamos terminar esse trem com quem faz poesia…

“Nossos trens são valores e sentimentos manobrando na estação do nosso coração. Trem é Minas e Minas é trem. O trem é a alma de Minas.

Trem, em Minas, é como o Uai, não tem tradução. Só nós, mineiros, sabemos o que significam: Uai é Uai e Trem é Trem, sô!”

Valeu, Plínio Alvim, por ser, mais uma vez, inspiração para o Achamos em Minas.

Plínio Alvim e uma de suas paixões: o trem Brígida Fajardo Alvim

Assista a outros episódios do Achamos em Minas no Play Plus e divirta-se!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.