Logo R7.com
Logo do PlayPlus
DiFato Tudo Importa
Publicidade

Agulhas para resetar e equilibrar você! Conheça os benefícios da acupuntura

São cerca de trinta minutos em sessões que podem ajustar, através de 400 pontos específicos, o equilíbrio do corpo e da mente

DiFato Tudo Importa|Dionisio FreitasOpens in new window

Agulhas para resetar Buscar um acupunturista pode ser o caminho para ter uma vida mais leve e menos problemas de saúde.

Quantas vezes na vida você parou e pensou: preciso resetar as energias? Ou, preciso aprender a relaxar? Eu já me perguntei isso inúmeras vezes até descobrir uma arte oriental que é capaz de reiniciar meu dia, no meio da tarde, e me ajudar, por exemplo, com minha sinusite. Quer saber como? Mas antes preciso te perguntar: você tem medo de agulha?

Você deve estar pensando: que pergunta besta, Dionísio! Mas é sério, se você não tem medo de agulha vai entender o que vou indicar. Que tal procurar um acupunturista?

Especialistas afirmam que, diante de descobertas arqueológicas, a acupuntura vem sendo praticada há cerca de cinco mil anos. Evidências mostram traços da técnica em culturas do continente asiático, notadamente na China.

Mas foi no último século que se popularizou em todo o continente ocidental. Desde 1994 foi reconhecida como especialidade médica e no Brasil encontramos profissionais de saúde especializados através de cursos específicos (graduação ou pós-graduação) na aplicação da acupuntura para trazer qualidade de vida e equilíbrio ao paciente.

Publicidade

Para muitos médicos e profissionais de saúde a acupuntura é considerada como um tratamento complementar e para outros como um tratamento holístico. Mas em ambas as visões a técnica apresenta resultados cientificamente comprovados.

Eu, por exemplo, consigo dormir melhor, percebo a diminuição dos sintomas da rinite e sinusite e até da enxaqueca após uma sessão de acupuntura.

Publicidade

Entre os benefícios relacionados à acupuntura estão: a redução do estresse e da ansiedade, o alívio de vários tios de dores (crônicas e pontuais, já que as agulhas inseridas em pontos específicos do corpo podem ajudar a estimular a liberação de substâncias químicas naturais, como endorfinas, que atuam no alívio da dor). Ajuda a melhorar a qualidade do sono, ajuda a diminuir os sintomas de problemas alérgicos e contribui com o sistema imunológico.

A acupuntura é inclusive uma boa descoberta para futuras mamães. Justamente por ajudar a diminuir enjoos, azia, dores nas costas, ansiedade, alterações de humor, dificuldade para dormir ou até mesmo o inchaço. Uma técnica que pode ser aplicada durante os nove meses da gestação.

Publicidade
Agulhas para resetar 2 técnica milenar é comprovada cientificamente e usada como tratamento complementar à medicina tradicional. (Arquivo Pessoal)

“No 1º trimestre de gravidez, a acupuntura auxilia principalmente na melhora de náuseas, mal-estar, oscilações emocionais e reduz o risco de aborto. A acupuntura também pode ser utilizada para estimular o trabalho de parto, além de acelerar a recuperação e auxiliar na produção de leite pós-parto, atuando no reequilíbrio das funções do organismo e na produção hormonal”, afirma a fisioterapeuta Aylla Gomes, do Instituto Pariens.

Aylla salienta também que para as gestantes é preciso buscar tratamento com um acupunturista especialista em ginecologia e obstetrícia.

Aí você vai me perguntar também: o que são aquelas sementes na orelha? É uma técnica derivada da acupuntura que também é utilizada para tratar problemas de saúde, desde doenças e dores a distúrbios psicossomáticos (físicos e emocionais).

Quer conhecer um pouco dessa técnica? Procure então um especialista. Mas fique atento, busque recomendações médicas e profissionais com formação comprovada em acupuntura.

Na dúvida procure o conselho da categoria de saúde vinculada ao especialista e peça referências. Eu já fui atendido, por exemplo, por médicos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais pós-graduados em acupuntura.

“Ela é uma técnica milenar chinesa que consiste no estímulo de pontos específicos do corpo para obter a liberação de neurotransmissores que vão produzir efeito analgésico, anti-inflamatório e relaxante”, finaliza Aylla.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.