Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Tutu mineiro com farinha de milho

O que mais senti foi a leveza da farinha de milho. Além de ser mais em conta, deixa um sabor especial

Entre a Gente|Rafa Ferraz e Rafael Ferraz De Oliveira

Tutu mineiro
Tutu mineiro Tutu mineiro

Tem dias que só uma comida mineira resolve os problemas. Dessa vez, resolvi visitar um restaurante tradicional, que fica na zona sul de São Paulo. Chegando lá, eu me senti em casa. São decorações típicas do sul de Minas, colocadas estrategicamente para dar conforto.

Quem me recebeu foi o dono do local, Fernando Carneiro, nascido em Senador Firmino (MG), criado por lá e migrado para São Paulo para cozinhar para os paulistas. Fernando, de forma muito gentil, já tinha separado todos os ingredientes para um prato típico do estado dele: o tutu.

Ahhh, mas aí você deve estar pensando: mas, Rafa, não é só misturar um feijão temperado com farinha?! Não é bem assim. Com carinho e uns truques, seu prato vai ficar bemmmm especial.

Primeiro, Fernando faz o tutu com farinha de milho e não com farinha de mandioca. Além de ser mais barata, é mais leve para digerir.

Publicidade

“O tutu foi inventado em Minas Gerais porque as famílias eram grandes, com oito, nove filhos. Então, para render e alimentar todo mundo, tinha que bater o feijão cozido na mão, porque não tinha liquidificador, e na sequência se punha água para render com farinha de milho. O milho sempre foi abundante na região mineira. Como era fácil de ser encontrado, foi direto para mais uma receita", completou Fernando.

Chef Fernando na cozinha
Chef Fernando na cozinha Chef Fernando na cozinha

Foi difícil, mas ele revelou outro segredo: tritura alho e depois mistura no óleo comum, deixando ali por dias. O sabor satura, absorve, penetra... independentemente do sinônimo que você queira usar, vai dar um gosto irresistível.

Publicidade

"Aqui está o segredo inicial: alho com óleo, que dá o sabor do tempero do alho bem forte. Geralmente, a dona de casa já põe o feijão. Só que, aqui, a gente põe a farinha de milho primeiro, para dar uma selada. Na sequência, vai o feijão já batido no liquidificador”, afirma Fernando.

Essa receita faz um sucesso danado no restaurante dele. São pelo menos 2,5 kg por dia. Nos fins de semana, a quantidade costuma dobrar. Aí, você já matou a charada: juntam o faturamento e o amor pelo prato típico... tem como parar?! Claro que não.

Publicidade

Nota: 10/10

---

Ingredientes:

2 xícaras de feijão-preto cozido

1 xícara de farinha de milho

Óleo de sua preferência

4 dentes de alho triturados

1 xícara de farinha de milho

Cheiro-verde

Pimenta-do-reino e sal a gosto

Linguiça calabresa cortada e frita

Ovo cozido em fatias

Passo a passo:

1 - Cozinhe o feijão-preto, depois bata-o no liquidificador com um pouco de água do cozimento e reserve;

2 - Aqueça o óleo e frite o alho triturado;

3 - Quando estiver dourando, coloque a farinha de milho para fritar;

4 - Na sequência, coloque o feijão batido;

5 - Depois, mexa bem;

6 - Por fim, cheiro-verde, sal e pimenta a gosto;

7 - Monte o prato com a linguiça e o ovo cozido.

Ah, não esqueça de me seguir: instagram.com/1rafaelferraz.

Até a próxima!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.