Clipe de 'Amor sem Igual' mostra mulheres que deixaram prostituição

Vídeo da banda Universos conta histórias reais, incluindo a participação de Andressa Urach. Faixa estará na trilha da nova novela da Record TV

Vídeo foi gravado em estúdio em São Paulo

Vídeo foi gravado em estúdio em São Paulo

Marcio Neves / R7

A novela Amor sem Igual estreou em 10 de dezembro na tela da Record TV. Escrita por Cristiane Fridman e com direção geral de Rudi Lagemann, a trama gira em torno de Angélica, também conhecida como Poderosa, uma prostituta que vai conhecer o poder do amor e da redenção em sua vida.

Interpretada por Day Mesquita, a personagem terá a vida transformada após a chegada de Miguel (Rafael Sardão). Segundo a atriz, dar vida à garota de programa é “um universo delicado e sensível, mas forte.”

Day Mesquita é Angélica

Day Mesquita é Angélica

Marcio Neves / R7

— Poderosa era uma menina que tinha muitos sonhos e a vida trouxe essa capa para ela. É uma mulher guerreira como tantas.

Como toda história cheia de reviravoltas deve ter uma trilha sonora, quem ficou com a missão de traduzir o sentimento de Poderosa em música foi a banda Universos, que embala a trilha da novela com a música homônima Amor sem Igual. A faixa tem lançamento previsto para 8 de dezembro.

O R7 conferiu os bastidores do clipe, que conta com a participação especial de Andressa Urach e também mostra a trajetória de mulheres que conseguiram sair da prostituição.

“Fico muito feliz de fazer parte desse novo projeto e ajudar as pessoas. É mostrar que você tem um passado e não pode mudá-lo, mas pode escrever uma nova história”, diz Urach. A ex-modelo revela ter aceitado o convite como uma forma de levar esperança às pessoas que julgam não ter outra saída para elas mesmas.

Andressa Urach participou de clipe

Andressa Urach participou de clipe

Márcio Neves/R7

Veja, a seguir, as histórias das mulheres que protagonizam o clipe de Amor sem Igual.

Tais Wandermuren: “Dinheiro não compra minha felicidade” 

Aos 28 anos, Tais Wandermuren leva uma vida bem diferente da que vivia há três anos. A operadora de caixa conta que o vício em drogas a levou para a prostituição. “Antigamente, o que me trazia alegria era o dinheiro e o poder. Hoje em dia, o dinheiro não compra minha felicidade mesmo diante das lutas.”

Samanta Kanenhara: "Era uma maldição que me seguia" 

“Quando comecei nesse mundo, eu nem bebia. Não tinha nem um vício, mas usava drogas para suportar o trabalho”, conta a cabeleireira Samanta Kanenhara, de 34 anos. Para ela, a saída da prostituição aconteceu logo após largar o vício em drogas. “Tentei sair duas vezes e não conseguia emprego. Aquilo criava uma revolta maior: era uma maldição que me seguia. Hoje em dia, sou uma pessoa feliz.”

Roberta Leocadio: “Para tudo tem jeito e solução” 

Criada na zona sul do Rio de Janeiro, Roberta Leocadio, de 46 anos, revela que a entrada no mundo da prostituição só aconteceu em decorrência do vício em drogas com o qual lutava desde os 13.

“Aparentemente eu tive todas as oportunidades que minha família poderia ter me dado. Hoje minha vida é transformada. Tenho um lar, uma família e tenho uma vida bem-sucedida e estruturada.”

Marília de Sales Cordeiro: “O que me fez chegar até aqui foi muita fé” 

Infância conturbada, agressões físicas, vício em drogas. Essa foi a adolescência de Marília Sales Cordeiro, que com 16 anos entrou na prostituição. “Tinha um vazio dentro de mim mesma. Achava que aquela era a única vida para mim.”

Para Marília, que hoje é casada e mãe de três filhos, participar do clipe de Amor Sem Igual foi uma oportunidade de mostrar sua trajetória de superação. “Quero que as pessoas que vivem o que vivi também possam encontrar esse arrependimento e mudança.”

Paloma Vidal: “Quero que as pessoas se deem oportunidade” 

Paloma Vidal tem apenas 22 anos, mas já enfrentou reviravoltas suficientes para uma vida toda. Ela se tornou garota de programa aos 14 anos e conta que tinha dificuldade de lidar com sua agressividade. Segundo ela, a mudança só foi possível graças à insistência da mãe, com quem tem uma relação mais saudável.