Gabriela Pugliesi lamenta morte de cachorro de estimação

'Você foi, mas sua luz continua aqui para sempre! Te amo, meu bebê', escreveu a influenciadora nas redes sociais; animal não resistiu a um câncer

Cachorro de Pugliesi não resistiu a um câncer

Cachorro de Pugliesi não resistiu a um câncer

Reprodução/Instagram

Gabriela Pugliesi lamentou a morte do cachorro de estimação dela, Buda, nesta quarta-feira (16).

No mês passado, a influenciadora digital já tinha revelado que o animal tinha sido diagnosticado com câncer. Apesar do tratamento, ele não resistiu às complicações da doença.

"Foi tão de repente tudo isso, quando vimos o câncer já estava espalhado por tudo, em 15 dias ele mal andava, não comia, vomitava, chorava que nem criança de dor. Ontem (terça-feira), ele teve crises de dor e não conseguia mais pisar no chão porque as patinhas estavam tão inchadas que doíam mto. Além de tudo, apareceu um quadro de anemia grave. Precisaria de transfusão de sangue, para não aliviar nenhum dos outros sintomas. Só ia piorar", relatou Pugliesi.

A influenciadora disse que precisou enfrentar "a situação mais dificil da vida dela até hoje".

"Me vi tomando a atitude que nunca pensei, porque sim somos egoístas e pensamos mais na gente sempre. Mas ontem (terça-feira), no nosso colo, todo debilitado, ele implorava para ir. E libertá-lo foi nosso ato de amor, de respeito, de dignidade. Eu suporto ficar sem ele pra que ele fique em paz e feliz", escreveu.

"Buda foi nosso anjo da guarda, pegou para ele tudo que podia para proteger a gente, eu acredito nisso! Foi linda nossa história juntos! Foi a maior historia de amor de minha vida até hoje! Você foi, mas sua luz continua aqui para sempre! Te amo, meu bebê", completou.

Internautas e amigos de Pugliesi mandaram mensagens de apoio para ela e o marido, Erasmo Viana.

Veja a publicação completa

Ver essa foto no Instagram

Budinha sempre expressivo, sempre conversava comigo, tentava me dizer coisas. Sempre tão alegre, carinhoso. Hoje eu acordei e você não estava mais aqui na porta esperando a gente chorando pra comer, pra deitar no sofá. Hoje vc não começou a latir para os amiguinhos que passavam na rua... Ahh que saudade ja desse latido, de ficar deitada com vc no sofá sem fazer nada! Foi tão de repente tudo isso, quando vimos o cancer ja estava espalhado por tudo, em 15 dias ele mal andava, não comia, vomitava, chorava que nem criança de dor, ontem ele teve crises de dor e não conseguia mais pisar no chão pq as patinhas estavam tão inchadas q doíam mto. Além de tudo apareceu um quadro de anemia grave. Precisaria de transfusão de sangue, para não aliviar nenhum dos outros sintomas. Só ia piorar. Eu, que sou super espiritualizada, acredito sim que as coisas são como tem que ser, aceito TUDO que acontece na minha vida e ao meu redor, me vi na situação mais dificil da minha vida até hoje: Desligá-lo daqui. Da matéria, do sofrimento, da dor. Me vi tomando a atitude que nunca pensei, pq sim somos egoístas e pensamos mais na gente sempre. Mas ontem, no nosso colo, todo debilitado, ele implorava pra ir. E libertá-lo foi nosso ato de amor, de respeito, de dignidade. Eu suporto ficar sem ele pra que ele fique em paz e feliz. É nisso que eu penso o tempo todo É dificil lidar com esse apego que criamos, é um processo. Os animais vem, ensinam sobre amor incondicional e muitas vezes essa passagem é curta pq eles ja são almas mto evoluídas. Buda foi nosso anjo da guarda, pegou pra ele tudo que podia pra proteger a gente, eu acredito nisso! Foi linda nossa história juntos! Foi a maior historia de amor de minha vida até hoje! Vc foi mas sua luz continua aqui pra sempre!Te amo meu bebê 

Uma publicação compartilhada por Gabriela Pugliesi (@gabrielapugliesi) em