Famosos e TV Influenciador que mostra rotina de capivara é multado em R$ 17 mil e obrigado a entregar animal

Influenciador que mostra rotina de capivara é multado em R$ 17 mil e obrigado a entregar animal

Agenor Tupinambá foi denunciado pelo Ibama por maus-tratos em Filó; tiktoker nega as acusações e tem recebido apoio nas redes

  • Famosos e TV | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Agenor Tupinambá, tiktoker que mostra a rotina de uma capivara, foi multado pelo Ibama em R$ 17 mil.

  • Ele foi denunciado por suspeita de abuso, maus-tratos e exploração animal.

  • Órgão também determinou que o influenciador entregue a capivara, batizada de Filó.

Agenor Tupinambá

Agenor Tupinambá

Reprodução/Instagram Montagem/R7

O tiktoker Agenor Tupinambá, que mostra a rotina de sua capivara, chamada Filó, foi multado pelo Ibama em R$ 17 mil e denunciado por suspeita de abuso, maus-tratos e exploração animal. O órgão também determinou que o influenciador digital entregue Filó.

"Hoje, passei por uma situação que nunca imaginei que passaria, minha cabeça girou, vomitei, minha garganta fechou... Fui procurado por agentes do Ibama na minha faculdade. Fui notificado e multado por maus-tratos em animais e várias outras coisas. Eu nunca seria capaz de fazer uma coisa dessas, mas são coisas", explicou ele, nas redes sociais.

Após a repercussão do caso, o jovem ribeirinho que vive em Autazes, cidade a 111 km de distância de Manaus, no Amazonas, publicou outra nota em que diz que a sua paixão pelos animais nasceu no meio do mato.

"Eu só saio de lá para estudar agronomia na capital, curso que escolhi para poder servi-los ainda mais. De todas as surpresas que a fama na internet me trouxe, eu jamais imaginei que seria acusado de abuso, maus-tratos e exploração de animais. Também fui acusado de matar um animal ao qual, todos são testemunhas, só dediquei amor e fiz tudo o que podia para preservar sua vida. No total, as multas somam mais de R$ 17 mil, valor que nunca nem vi na minha vida", protestou.

"Também fui notificado para retirar os vídeos que tanto expressam o meu amor e entregar a Filó num centro de tratamento animal, sob a acusação de retirá-la do seu habitat. Se tem alguém que mora no habitat de alguém sou eu, não os animais. Eu abro a janela e lá estão o rio, a floresta e os animais. Eu que estou de passagem nesse lugar. E escolhi ser um guardião, e não um criminoso", concluiu.

Agenor tem recebido o apoio jurídico da deputada estadual Joana Darc, que mostrou a sua revolta com o caso nas redes sociais.

Últimas