Famosos e TV Karoline Lima diz que Militão pagou multa para ela parar de trabalhar com vídeos para internet

Karoline Lima diz que Militão pagou multa para ela parar de trabalhar com vídeos para internet

A influenciadora contou que ela gravava conteúdos para o YouTube, mas que o jogador se incomodava com esse trabalho

Resumindo a Notícia
  • Karoline Lima contou que Éder Militão não queria que ela trabalhasse com vídeos

  • Influenciadora contou que ex pagou multa de quebra contratual para ela não trabalhar

Karoline Lima e Éder Miltião namoraram e tiveram uma filha

Karoline Lima e Éder Miltião namoraram e tiveram uma filha

Reprodução/Instagram

Atualmente, Karoline Lima faz sucesso na internet ao compartilhar o dia a dia da vida dela e ao narrar jogos de futebol de uma forma descontraída. Mas a influenciadora começou a carreira nas redes sociais gravando vídeos para o YouTube e contou que parou com esse trabalho porque o ex-namorado, Éder Militão, se incomodava com isso.

A blogueira voltou da Espanha recentemente e passou quase um ano e meio morando no país europeu. Em entrevista ao podcast Pod Delas, Karoline contou que tinha um contrato com o youtuber Rezende quando foi morar na Europa, mas Militão pagou a multa de quebra contratual para ela parar de gravar os vídeos para as redes sociais.

"O meu ex não gostava que eu trabalhasse com isso e não gostava que eu gravasse vídeos, então ele se dispôs a pagar a multa para que eu parasse de trabalhar com isso", contou a influenciadora.

"Não vou dizer que ele me proibia porque ele nunca me proibiu, mas sentia que era uma coisa que incomodava e eu respeitava. Até com as propiás narrações ele se incomodava. Ele não gostava e dizia que prejudicava. Apesar de que eu acho que é ao contrário. Modéstia a parte, acho que muita gente chegou a conhecer ele com essas brincadeiras que eu fazia", completou.

Ela explicou que aceitou parar de trabalhar com os vídeos porque pensava estar em outra fase e que se dedicaria a ser mãe e cuidar da família. A ex de Militão contou que não teve uma boa estrutura familiar quando era criança, por isso nunca sonhou em ser mãe. Entretanto, o jogador de futebol desejava muito ser pai, então ela pensou que aquele era o momento certo de ter um filho.

"Ser mãe, para ser bem sincera, nunca foi um sonho meu. Sabia que ia acontecer, mas não queria muito ser mãe. Tinha um trauma de tudo que vivi. Quando conheci meu ex, ele falava muito nessa questão de ser pai. Pensei que uma pessoa que quer tanto ser pai, acho que ele vai proporcionar para um filho meu a experiência que nunca tive. Quero ter filho com uma pessoa que esteja disposta a ser o pai", disse.

Karoline Lima e Éder Militão são pais de Cecília e se separaram dias antes do nascimento da menina. Após o término, a influenciadora voltou ao Brasil e, após uma briga judicial com o jogador, ela assinou um acordo com o ex para o pagamento de pensão da filha.

Últimas