Famosos e TV Karoline Lima se pronuncia após novo processo de Militão: 'Agora é briga de gente grande'

Karoline Lima se pronuncia após novo processo de Militão: 'Agora é briga de gente grande'

Jogador de futebol diz que foi pego de surpresa pela gravidez da ex e fala que só pode pagar R$ 6 mil de pensão

Resumindo a Notícia
  • Karoline Lima se pronuncia após novo processo de Éder Militão

  • Influenciadora disse que vai expor o que viveu com o jogador

  • 'Não vou mais me calar, não vou mais fingir que não tem nada acontecendo', disse

  • Atleta fala que foi pego por gravidez 'quase instantânea' da modelo

Karoline Lima se pronuncia após novo processo movido por Éder Militão

Karoline Lima se pronuncia após novo processo movido por Éder Militão

Reprodução/Instagram

Karoline Lima se pronunciou após saber do novo processo movido por Éder Militão. O jogador de futebol, que já pede uma indenização de R$ 45 mil por danos morais a ex, entrou na Justiça alegando que foi pego de surpresa pela gravidez da influenciadora e que só pode pagar R$ 6 mil por mês de pensão alimentícia para a filha, Cecília.

A modelo contou que só ficou sabendo do processo pela mídia e disse que a ação corre em segredo de Justiça, por isso ela e a advogada ainda não conseguiram tomar conhecimento de todo o conteúdo do documento. Ela completou que, se for verdade tudo o que foi noticiado, ela não vai mais se calar e vai expor o que viveu ao lado do jogador do Real Madrid e da seleção brasileira.

"Não vou mais me calar, não vou mais fingir que não tem nada acontecendo e não vou mais fechar meu olho. Pelo contrário, agora é briga de gente grande", disse Karoline no Stories.

No processo, Éder Militão teria tido que a gravidez da ex-namorada foi "quase instantânea", pois aconteceu poucos meses após o início do relacionamento. Ele também teria falado que foi pego de surpresa pela gravidez e que não pode pagar uma pensão maior que R$ 6 mil por mês. A ação ainda citaria que algumas mulheres utilizam a gravidez para melhorar de vida e que a pensão não pode ser uma "aposentadoria precoce às mães".

"Sou mulher, sou mãe, tenho minha índole, meu caráter e graças a Deus tenho minha voz, talvez isso que incomode. Imagino quantas e quantas mulheres passaram pela situação que estou passando. Então, agora vou usar a minha voz para começar a expor tudo que passei, tudo que estou passando, tudo que enfrentei e estou enfrentando. Agora, sim, a gente vai começar a colocar os pingos no is. Não vou deixar homem nenhum, quanto mais o próprio pai da minha filha arranhar o meu caráter, arranhar quem eu sou de verdade, ou dizer pelo menos uma mentira sobre mim", disse a influenciadora.

Anteriormente,  Karoline contou que retirou o DIU a pedido de Militão para poder engravidar. Gabriella Garcia, a advogada da modelo, também garante que a gestação não foi uma surpresa para o atleta. "O Éder tinha uma união estável com a Karol e pediu a filha. Não foi uma surpresa, não foi instantânea, nem muito menos a Karol estava buscando aposentadoria. Nenhuma mãe no puerpério merece passar por isso. Nenhuma mulher merece essa humilhação. A verdade será reestabelecida e a justiça será feita", declarou em nota enviada ao R7.

Por fim, a influenciadora disse que tentou resolver as questões com o ex de forma amigável, sem entrara na Justiça ou expor publicamente os conflitos entre eles. "Pelo visto, só eu estava tentando fazer tudo da melhor forma possível e na paz. Então, já que quer briga, vamos brigar. E pode ter certeza que não me falta munição", concluiu.

Últimas