Lea Michele pede desculpa por acusações racistas e é criticada

Elenco de 'Glee' se juntou nas redes sociais para criticar comportamentos tóxicos da atriz após ela ter demonstrado apoio à luta antirracista

Lea Michele pede desculpa e recebe críticas

Lea Michele pede desculpa e recebe críticas

Reprodução/Instagram

Lea Michele pede desculpa e recebe críticas nesta quarta-feira (3), após ter sido acusada de racismo e comportamentos tóxicos pelo elenco de Glee.

Em uma longa carta, a atriz falou que uma das coisas que mais aprendeu com os últimos acontecimentos foi sobre a escuta e o processo de aprendizado sobre "as perspectivas de outras pessoas e qualquer papel que agimos para ajudar a combater a injustiça". 

Lea explicou que, após sua publicação em respeito à vida de George Floyd e muitos outros, ela recebeu uma enxurrada de respostas que a fizeram pensar em seu próprio comportamento com os colegas de trabalho.

"Eu não me lembro de fazer o que eles falaram que eu fiz e também nunca julguei os outros pela cor da pele deles [...], mas o que importa é que eu agi de formas que magoaram outras pessoas. Se foi a minha posição privilegiada e perspectiva que me fez parecer insensível, inapropriada ou se foi minha imaturidade e apenas eu sendo desnecessariamente difícil de lidar."

Ao final, ela se desculpou por ter magoado outras pessoas. "Peço desculpas pelo meu comportamento e por qualquer dor que causei. Todos podemos crescer", finalizou antes de falar sobre maternidade. 

"Falta alguns meses para eu me tornar mãe, sei que preciso trabalhar para melhorar como pessoa e me responsabilizar pelos meus atos", entregou.

Confira:

Os internautas não pareceram muito felizes com a carta. Uma pessoa, inclusive, chegou a dizer que "o pedido de desculpas de Lea pareceu vazio", enquanto outras diziam também terem sido vítimas da "grosseria" da atriz.

Uma usuária da web chegou a falar que Lea teve "truques clássicos" para se redimir. "Você falou que não lembra e que será mãe, são clássicos. Peça perdão com sinceridade!", frizou.

Entenda o caso

Lea Michele publicou uma mensagem em apoio à luta antirracista e à vida de George Floyd, que foi morto por policiais nos Estados Unidos, cujo acontecimento foi o estopim para uma série de protestos no país e no mundo. 

Após a publicação, Samantha Marie Ware, colega de elenco da atriz, acusou-a de racismo. "Você se lembra de quando fez da minha estreia na TV um inferno?Porque eu nunca esqueci. Acho que você disse a todo mundo que, se tivesse a oportunidade, 'cagaria na minha peruca!', entre outras pequenas agressões traumátricas que me fizeram questionar minha carreira em Hollywood."

Isso fez com que outras pessoas se juntassem a Samantha e denunciassem um comportamento abusivo de Lea nos bastidores, como a equipe do R7 informou anteriormente.

Confira famosos que aderiram à luta antirracista