Famosos e TV Mara Maravilha relembra troca de 'cartas' com Silvio durante voo

Mara Maravilha relembra troca de 'cartas' com Silvio durante voo

Apresentadora conta que pedia para a aeromoça entregar as mensagens para o dono do Baú, que estava na primeira classe, durante viagem aos EUA

Apresentadora ganhou a atenção de Silvio quando trabalhava em uma TV na Bahia

Apresentadora ganhou a atenção de Silvio quando trabalhava em uma TV na Bahia

Arquivo Pessoal/Mara Maravilha

Mara Maravilha revelou que já trocou "cartas" com Silvio Santos durante um voo, para os Estados Unidos. Em conversa com o R7, para a terceira matéria especial sobre os 90 anos do comunicador, que faz aniversário neste sábado (12), a apresentadora contou que o bate-papo com o "dono do Baú" aconteceu enquanto ele estava na primeira classe e, ela, na econômica.  

"Eu fazia cartas e mandava para ele na primeira classe, por meio da aeromoça. A gente também ficou conversando antes de desembarcar. À época, a minha mãe estava doente, e ele ainda aconselhou: 'Se a sua mãe não tiver disciplina com o que come, não adianta. Tem que ter disciplina'", conta a artista, de 52 anos. 

Confira a entrevista completa com a apresentadora de TV

Mara estreou na televisão ainda criança e é uma das "queridinhas" do patrão na TV

Mara estreou na televisão ainda criança e é uma das "queridinhas" do patrão na TV

Arquivo Pessoal/Mara Maravilha

R7 - Como foi o primeiro encontro com  Silvio Santos?
Mara Maravilha - Eu lembro como se fosse hoje. Eu era criança e meu sonho era conhecer o Silvio Santos. E eu fui lançar uma música minha num programa que ele apresentava. A gravadora tinha marcado. E eu muito emocionada. Fui, e cantei. No palco, ele falou para mim: "Você é aquela baianinha? Você sabe que eu sou seu fã? Eu te conheço. Quero que você venha trabalhar comigo". Aquilo para mim foi mais do que um sonho. Depois que acabou a gravação, ele me chamou e a minha mãe e falou: "Sua filha tem muito talento. Eu a quero trabalhando aqui comigo".

R7 - Como é o Silvio nos bastidores? Características, manias...
Mara - O Silvio parece... Sabe quando você conhece aquela criança? Eu não consigo enxergar ele diferente. Eu enxergo o mesmo homem. É aquele mesmo espírito de sempre. É uma coisa de luz. De verdade.

R7 - Qual a sua relação com o apresentador? 
Mara Eu e o Silvio temos uma relação tão intensa... É incrível, é muito forte. Eu tenho uma consideração muito grande. Mas eu não tenho liberdade para ir à casa dele. Sempre que eu precisei dele, eu pude contar. Da outra vez, eu pedi para sair do SBT. Era uma época de muita fofoca e eu não sabia lidar com tudo aquilo. Fui para a Argentina. Não tinha a cabeça que eu tenho hoje em dia. Eu falei direto com ele. "Eu quero deixar a porta aberta".

Apresentador é sucesso há décadas

Apresentador é sucesso há décadas

Lourival Ribeiro

R7 - Qual a diferença entre o Silvio do passado com o Silvio de hoje?
Mara - Eu não consigo enxergar ele diferente. Um homem muito justo. Aqui na terra é um dos homens mais íntegros. Iluminado mesmo. Ele é um escolhido de Deus. Eu tenho muitas histórias. Ele sempre foi muito brincalhão, mas fora da televisão ele é também o empresário. Ele sempre me respeitou, comigo sempre me tratou com muito profissionalismo. Se sou o que sou, principalmente, devo ao Silvio Santos.

R7 - Quando você apresentava o 'Show Maravilha', o Silvio dava toques? 
Mara Quando eu comecei, ele me dirigia. Ele dava toques. Ele falava que eu gesticulava demais. Dizia se o cabelo não estava "bom". Ele gosta de dar palpite. Até uma bronca do Silvio Santos é motivo de alegria para mim. "Essa maquiagem está muito forte". 

R7 Você já viu o Silvio fora de si? Bravo? 
Mara - Bravo sim, desrespeitoso não. Não é aquela pessoa que humilha ninguém. Ele não está para moleza não. Meu DNA artístico é o Silvio Santos. Fora do palco, relação profissional. As pessoas têm essa leitura de muita intimidade do palco, mas fora do palco é diferente. É muito profissional.

Silvio Santos: 90 anos vividos do jeito dele

Apresentador chega aos 90 anos recluso por conta da pandemia do novo coronavírus

Apresentador chega aos 90 anos recluso por conta da pandemia do novo coronavírus

Lourival Ribeiro/SBT/Divulgação

Silvio Santos completa 90 anos neste sábado (12). De camelô, com apenas 14 anos, a bilionário e uma das figuras mais populares da história dos meios tradicionais de comunicação, ele construiu uma imagem ocupa espaço relevante no imaginário de milhões de pessoas, de diferentes gerações —gostem disso ou não.

Longe de ser uma unanimidade, embora por muito tempo se tenha vendido essa imagem, homem por trás do mito midiático é resultado de uma mistura bem mais complexa que os poucos caracteres do Twitter conseguem descrever.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, ele está desde março sem sair de casa. É do escritório, em casa, no Morumbi, bairro nobre de São Paulo, há nove meses, que ele dá ordens, analisa balanços e controla cada passo importante envolvendo os negócios do Grupo Silvio Santos.

“Ele não é de falar com todo mundo. Ele liga para o Rafael Larena [assessor direto] todos os dias. E faz isso também com algumas outras pessoas. Ele faz com que se distribuam, entre as áreas e as produções, as coisas que ele decidiu”, conta o colunista de TV Flavio Ricco, em conversa recente com o R7

Programas de televisão são negócios para ele desde a estreia como apresentador, em 1960, na TV Paulista, de São Paulo. O empresário alugava horários na grade e, com isso, era responsável pelos gastos e lucros da atração.

"O Silvio sempre se colocou, além da figura como apresentador, como um empresário. Nessa época, ele já era empresário. Ele tinha um programa como um negócio dele”, completa Flavio Ricco.

Últimas