Famosos e TV Monark anuncia que vai se afastar da internet: 'Não está fazendo bem pra minha cabeça'

Monark anuncia que vai se afastar da internet: 'Não está fazendo bem pra minha cabeça'

Youtuber e podcaster gerou polêmica ao defender existência de partido nazista; ele foi impedido de criar outro canal no YouTube

  • Famosos e TV | Do R7

Monark decidiu se afastar das redes sociais após críticas por defender nazismo

Monark decidiu se afastar das redes sociais após críticas por defender nazismo

Reprodução/YouTube

Monark anunciou, nesta sexta-feira (18), que vai se afastar da internet. A decisão foi tomada depois que o youtuber e ex-apresentador do Flow Podcast gerou polêmica ao defender a criação de um partido nazista no Brasil.

"Gente, essa parada toda não está fazendo bem pra minha cabeça, eu vou ficar um tempo fora da internet. Até daqui um tempo", postou Monark no Twitter.

Em outra publicação, ele também falou sobre o "linchamento" que está vivendo: "Aparentemente eu virei uma impessoa por ter cometido um crimidea, George Orwell realmente previu o futuro".

Vale lembrar que Monark foi impedido pelo YouTube de criar outro canal por ter "violado políticas de responsabilidade" estabelecidas pela plataforma.

O youtuber criticou a decisão e disse estar sofrendo perseguição política: "Me proibiram de criar um novo canal para poder continuar minha vida, pessoas poderosas querem me destruir. Liberdade de expressão morreu".

O nome de Monark virou assunto nas redes sociais no início do mês por conta de uma declaração polêmica. Durante uma entrevista com os deputados federais Kim Kataguiri (Podemos) e Tabata Amaral (PSB), no Flow Podcast, ele defendeu a existência de um partido nazista no Brasil.

O vídeo viralizou e repercutiu muito mal entre os internautas. Monark sofreu as consequências: perdeu seguidores, viu ao menos seis grandes marcas romperem o contrato de patrocínio que tinham com ele e também não faz mais parte da equipe do Flow.

Diante da repercussão, Monark gravou um vídeo para pedir desculpas pela declaração.

Quem é Monark, podcaster que foi cancelado por defender o nazismo

Últimas