Famosos e TV Pai de Meghan Markle diz não acreditar em caso de racismo

Pai de Meghan Markle diz não acreditar em caso de racismo

Thomas Markle comentou entrevista da filha para a apresentadora Oprah Winfrey e disse que a duquesa ignorou toda a sua família

  • Famosos e TV | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Thomas Markle deu uma entrevista ao programa 'Good Morning Britain'
  • O pai de Meghan Markle comentou as revelações da filha para Oprah Winfrey
  • Thomas disse não acreditar que a família real britânica tenha sido racista
  • Ele ainda confirmou que não fala com Meghan desde 2018
Em entrevista, Thomas Markle deu sua versão sobre briga com a filha

Em entrevista, Thomas Markle deu sua versão sobre briga com a filha

Reprodução/Good Morning Britain

Thomas Markle, pai de Meghan Markle, deu uma entrevista ao programa Good Morning Britain para comentar as declarações dadas pela filha em conversa com a apresentadora Oprah Winfrey.

Meghan e o príncipe Harry falaram com Oprah sobre diversos asssuntos polêmicos, incluindo a relação da duquesa com o pai. 

Thomas confirmou que não fala com a filha desde 2018 e que é a primeira vez que ele a escuta falando em 4 anos: "A última vez em que nos falamos, a gente trocou mensagens de texto, eu estava em uma cama de hospital após ter um ataque cardíaco. Eu tive que dizer a eles que não poderia ir ao casamento. Naquele momento, nós praticamente dissemos 'adeus'. Harry me disse: 'Se você tivesse me ouvido, isso não teria acontecido'. Eu achei aquilo arrogante, então desliguei". 

Na entrevista para Oprah, Meghan disse que o pai a traiu por aceitar falar com os tabloides que tanto a perseguiam. Thomas afirmou que só faz contato com a imprensa para poder chegar perto da filha: "Eles dizem que estou tentando tirar vantagem usando a imprensa. Basicamente, o que faço é porque não tenho notícias deles. Se eu não tiver notícias em 30 dias, eu vou lá e conto outra história para a imprensa. Eu adoraria saber deles. Falo com a imprensa porque eles não falam comigo. Quando decidirem falar comigo, eu paro de falar com a imprensa". 

Thomas também falou sobre fotos nas quais aparece sentado em uma cafeteria buscando imagens de Meghan e Harry na internet. Ele admitiu que foi convencido por um paparazzo a tirar as fotos para melhorar sua imagem. Os cliques foram divulgados dias antes do casamento de Meghan e Harry e causaram polêmica sobre terem sido forjados.

Na entrevista ao Good Morning Britain, Thomas admitiu ainda que negou para a filha que tivesse armado as fotos e confessou estar arrependido de mentir, mas também alfinetou casos passados do príncipe Harry: "Eu gostaria de não ter feito nada daquilo. Ninguém fez nada para proteger nenhum membro da nossa família, nós éramos atacados pela imprensa todos os dias. Eu me desculpei, estou me desculpando de novo hoje. Todos nós cometemos erros, mas eu nunca nadei nu ou me vesti de Hitler", disse ele referindo-se a duas polêmicas de Harry, uma delas quando ele usou uma fantasia nazista e a outra sobre um mergulho sem roupa do príncipe em Las Vegas quando era mais jovem.

Racismo na família real britânica

Uma das partes mais comentadas da entrevista de Meghan foi a acusação de que pessoas na família real britânica teriam se preocupado com "o quão escura" seria a cor da pele do filho de Meghan e Harry, Archie. O pai da duquesa disse não acreditar em racismo no caso relatado: "Eu tenho muito respeito pela família real e não acredito que eles sejam racistas de nenhuma maneira, não acho que os britânicos são racistas. Eu acho que em Los Angeles, na Califórnia, as pessoas são racistas. Talvez alguém só tenha feito uma pergunta idiota". 

Príncipe Harry é rei em polêmicas envolvendo a família real britânica

Ainda no Good Morning Britain, Thomas Markle falou sobre a carta que teria recebido da filha: "Eu divulguei parte da carta, não a carta inteira, porque se eu tivesse feito isso vocês veriam algo horrível".

Thomas também disse que se Meghan quiser, ele pega o próximo avião para se encontrar com ela: "Eu amo minha filha e se eu soubesse que ela estava sofrendo problemas psicológicos, eu estaria lá por ela. Ela ignorou toda a família".

Últimas