Famosos e TV PC Siqueira apaga post em que se defende de acusação polêmica

PC Siqueira apaga post em que se defende de acusação polêmica

Uma suposta conversa íntima atribuída ao youtuber foi exposta no Twitter; criança de 6 anos estaria envolvida em caso de pedofilia

Youtuber deletou post em que se defendia de acusação

Youtuber deletou post em que se defendia de acusação

Reprodução/Instagram

PC Siqueira apagou o post em que alega ser vítima de fake news (notícias falsas) sobre acusações de pedofilia, após uma suposta conversa íntima atribuída a ele ser exposta por uma conta no Twitter. 

No comunicado compartilhado pelo youtuber na quinta-feira (11), PC disse que o vídeo divulgado das supostas mensagens dele falando sobre uma criança de 6 anos havia sido adulterado.

"Ontem (quarta-feira), fui pego de surpresa ao ver meu nome sendo utilizado por uma articulação criminosa, que tentou me acusar de algo terrível, que jamais cometi ou cometeria. Confesso que fiquei chocado, atordoado e passei por um dos piores momentos da minha vida. Ninguém imagina um dia ver seu próprio nome envolvido com um crime abominável", falou, antes de contextualizar a situação na qual estava envolvido.

Siqueira contou que recebeu diversos xingamentos depois que a gravação foi publicada. "Recebi uma série de mensagens, acusações, xingamentos, minha família foi atingida, meu psicológico enormemente abalado", revelou.

Além disso, ele chamou atenção para o fato de que o vídeo demora mais de um minuto e meio para mudar de horário. Isso, para ele, indica que a gravação foi editada e é falsa.

"Se formos prestar atenção nesse video asqueroso, ele leva 1 minuto e 31 segundos para o relógio do celular mudar! Nem esse cuidado os falsificadores tiveram. Além disso, o símbolo de verificação tem um espaçamento diferente do verdadeiro. Está tudo ali, pra quem quiser ver. A operadora da suposta linha do video é pré-paga dos Estados Unidos. O celular é um samsung e está gravando a tela de um iphone", exclamou.

Na mesma data, um ex-amigo de PC surgiu no Twitter dizendo que queria acreditar nas palavras do youtuber, mas disse não conseguir por "N razões". "Gente, queria muito acreditar no PC, infelizmente não consigo por N razões. Queria poder falar mais agora, mas isso não é assunto para Twitter, é polícia mesmo. Não vou falar mais sobre isso aqui porque não devo explicações para vocês. Eu quero saber cadê essa criança e essa mãe", questionou GusLanzetta, que em seguida deletou a própria conta do microblog.

O caso está sendo investigado pela polícia. 

Últimas