Famosos e TV Polícia de Goiás descarta homicídio de assessor de Leonardo

Polícia de Goiás descarta homicídio de assessor de Leonardo

Principal hipótese é de que tenha ocorrido disparos acidentais de arma de fogo, somado à ausência de socorro médico

  • Famosos e TV | Do R7

Passim e Leonardo

Passim e Leonardo

Reprodução/Instagram

A Polícia Civil de Goiás informou nesta sexta-feira (5), que a investigação preliminar da morte Newton Rodrigues Silva Passini, mais conhecido como Passim, assessor de Leonardo, descarta homicídio e suicídio. Passim, que era amigo do cantor há 30 anos, foi encontrado morto na fazenda Talismã, em Jussara, interior de Goiás.

Leonardo fala pela 1ª vez após morte do amigo: 'Sem chão'

Em comunicado enviado ao R7, a policia informou que "as equipes da Delegacia local e do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) regional estiveram no local e, em conjunto com a equipe pericial acionada, foram feitas análises detidas e aprofundadas de todas as circunstâncias no local".

Família de Leonardo lamenta morte de assessor em fazenda do cantor

O documento informa, ainda, que principal hipótese é de que a morte de Passim tenha ocorrido em razão de disparos acidentais de arma de fogo ocorrido durante o manuseio da arma, somado à ausência de socorro médico. "Os disparos da arma, uma Glock 380, ocorreram por volta das 2h da madrugada do dia 04/03, sendo que a vítima foi encontrada ferida por volta das 12h30 do mesmo dia".

O Delegado Kléber Toledo afirmou que na fazenda estavam a vítima e mais três pessoas, que dormiam em cômodos distantes. As testemunhas serão ouvidas a partir da próxima segunda-feira (8). 

Relembre as tragédias que marcaram a vida de Leonardo

"Todas as informações preliminares serão verificadas ao longo das investigações, em cotejo com os laudos periciais e médico-legais, o que culminará com a célere conclusão do inquérito policial instaurado na Delegacia de Polícia de Jussara", diz o comunicado. 

Últimas