Famosos e TV Rapper é acusado fraude por uso de cartões de créditos roubados

Rapper é acusado fraude por uso de cartões de créditos roubados

Segundo o site TMZ, nos últimos 4 anos, G Herbo e sua equipe faziam compras de viagens de luxo e jatinhos particulares com roubos de cartões

  • Famosos e TV | Do R7

G Herbo é acusado de esquema de fraude

G Herbo é acusado de esquema de fraude

Reprodução/Instagram

O rapper Herbert Wright III, mais conhecido como G Herbo, e sua equipe estão sendo acusados de participarem de um esquema de fraude com cartões de crédito roubados ao longo de um período de quatro anos.

Leia também: Corpo de influenciadora é achado sem roupas em beira de estrada

De acordo com os documentos judiciais obtidos pelo site TMZ, agentes federais americanos afirmam que Herbo conspirou especificamente para comprar uma vila privada na Jamaica em julho de 2017. Ele teria entrando em contato com o promotor musical Antonio Strong para comprá-la e fornecer um cartão de crédito roubado para pagar despesas ocasionais.

O processo alega ainda que o rapper tentou usar um pseudônimo e um cartão de crédito roubado para comprar dois "cachorros de raça" em uma loja de animais de estimação de luxo.

A empresa desconfiou do método de pagamento, e pediu para que o rapper confirmasse sua identidade. Ele mostrou um print print de tela do celular com uma carteira de habilitação duvidosa. Os vendedores pediram para que o rapper tirasse uma foto ao lado da identidade, mas ele se recusou.

Leia também: Estrela de 'Pocahontas' é presa duas vezes em três dias após agredir filho

Além disso,  os outros réus, da euipe de Herbo, também conseguiram fretamentos de jatos particulares para mulheres, fretamentos de iates particulares, aluguel de carros esportivos e hotéis de luxo e acomodações por temporada.

O rapper G. Herbo foi acusado de conspiração para cometer fraude eletrônica e ainda recebeu duas acusações de auxílio e cumplicidade em roubo de identidade agravado. O promotor Antonio Strong também recebeu várias acusações, incluindo fraude eletrônica, e foi preso em setembro, mas não está claro se Herbo tem planos de se entregar.

G Herbo foi considerado um dos 30 artistas musicais mais bem-sucedidos com menos de 30 anos, pela revista Forbes. Além do sucesso financeiro obtido com a música, a revista elogiou o rapper por ele organizar projetos sociais, relacionados a saúde mental de jovens.

Um representante do rapper disse ao TMZ que "ele mantém sua inocência" e espera comprová-la no tribunal. Atualmente, G Herbo está em liberdade condicional por conta de um acordo judicial, em que se declarou culpado de uma acusação de manuseio de armas.

Últimas