Famosos e TV Veja cinco vezes que Whindersson Nunes foi solidário com o próximo

Veja cinco vezes que Whindersson Nunes foi solidário com o próximo

Há poucos dias, youtuber mobilizou famosos para ajudar com a compra de cilindros de oxigênio para pacientes de Manaus

Fãs costumam dizer que youtuber nunca perdeu a humildade mesmo após a fama

Fãs costumam dizer que youtuber nunca perdeu a humildade mesmo após a fama

Reprodução/Instagram

Há poucos dias, Whindersson Nunes ganhou destaque nas redes sociais por mobilizar amigos famosos em uma força-tarefa para ampliar o abastecimento de oxigênio em Manaus. O objetivo era atender pacientes em estado crítico em hospitais e unidades de saúde, vítimas da segunda grande onda do novo coronavírus na cidade. Com mais de 48 milhões de seguidores no Instagram, os fãs do youtuber costumam falar que o artista nunca perdeu a humildade. Confira, a seguir, outras cinco vezes em que Whindersson foi solidário com o próximo.

Seguidora com doença incurável
Em junho de 2018, o R7 noticiou a ajuda de Whindersson Nunes a uma seguidora, portadora de AME (Atrofia Muscular Espinhal). Danieli Stochero, de 19 anos, publicou o pedido por meio de um comentário no Instagram do comediante. A jovem explicou os efeitos da doença no dia a dia e a necessidade de viajar para Itália para realizar o tratamento.

"Eu até poderia entrar na Justiça e pedir o remédio, mas corro o risco de ter o tratamento interrompido na metade. O que não pode acontecer. Então, eu fiquei sabendo que na Itália eles disponibilizam o remédio gratuitamente, mas não tenho condições de pagar a passagem e me 'instalar' lá", escreveu ela.

O youtuber viu a publicação e tratou de responder ao pedido da seguidora. "Arrumamos essas passagens agora, meu patrão. Olha o direct", escreveu ele.

A AME é caracterizada pela atrofia muscular progressiva, que prejudica os movimentos voluntários do portador da doença. Movimentos simples como, por exemplo, segurar a cabeça, sentar e andar, ficam comprometidos.

Fã tinha dívida com agiota
Whindersson se solidarizou com uma admiradora que estava em apuros. Pelas redes sociais, ela contou que tinha uma divida com um agiota. No Instagram, ela registrou parte da conversa com o youtuber, que quitou o débito, deixando a moça aliviada. 

"Voltei. Voltei depois de um mês extremamente estressante, um mês que trouxe dores e tristezas intensas as quais prefiro manter em segredo. Foram dias que eu pensei que jamais voltaria aqui, mas voltei. Voltei com esperanças de que agora tudo vai ser diferente, de que apesar de tudo que passou não olharei pra trás e seguirei como se nada tivesse acontecido", começou a moça, identificada como Evellyn.

"Quero aproveitar este post também para agradecer infinitamente o Whindersson Nunes que no meu momento de mais profunda tristeza me ajudou. A ajuda dele me deu uma segunda chance não só da vontade de querer viver melhor como de encarar tudo o que passou como uma segunda chance. Meu mais sincero obrigado. Obrigada pela quantia que você mandou para que eu pagasse o agiota que eu estava devendo, eternamente grata", finalizou ela. 

Rapaz com paralisia carebral
Em fevereiro de 2017, o estudante André Nunes Nachtigall, diagnosticado com paralisia cerebral ainda na infância, fez um apelo ao youtuber. "Cara, eu estou fazendo uma campanha para arrecadar dinheiro e comprar um triciclo adaptado para ir à faculdade sozinho e queria saber se tu podes me dar uma força na divulgação. Abraço". O rapaz era estudante do 5º período de engenharia da computação na Universidade Federal de Pelotas.

Comovido com o pedido, Whindersson prontamente respondeu a André. "Onde é que tem esse troço, moço? 'Nóis' compra agora!" E Whindersson, então, comprou uma moto que, em seguida, seria adaptada. Entretanto, o caso foi parar na Justiça, uma vez que o homem responsável pela adaptação do triciclo não entregou a encomenda para o jovem. Após o episódio, André disse que Whindersson chegou a oferecer outro triciclo para ele, que não aceitou.

App gratuito para ajudar pessoas que sofrem com depressão
Em julho de 2019, Whindersson Nunes vivenciou a depressão. Relatou se sentir "enclausurado", com crises de choro e pânico e até medo de o avião cair. No entanto, pouco tempo depois, conseguiu criar forças para se autoajudar e ajudar também pessoas que passavam pelo mesmo problema que ele, criando um aplicativo gratuito de apoio piscológico.

A ideia do aplicativo, comentada por Whindersson no Twitter, foi simples e eficaz: conectar pessoas que sofrem com problemas psicológicos a especialistas que possam atender e ajudar gratuitamente, através de serviços voluntários.

"Eu estou de cabeça nesse app, eu recebi tanto carinho nas ruas, tanto apoio, tantas palavras bonitas, nenhum mal que já me fizeram chega tão perto do carinho que recebi! Eu realmente só tenho a agradecer. Esse aplicativo é a minha forma de agradecer!", postou Whindersson nas redes. 

Carro velho
Em outubro do ano passado, o youtuber estava na cidade de Presidente Figueiredo, a 127 quilômetros de Manaus, gravando cenas para um canal de streaming. Durante a viagem, na Avenida do Turismo, o youtuber se deparou com um senhor que estava com dificuldades com o carro. Gente como a gente, Whindersson não demorou para empurrar o veículo que tinha falhado no meio da avenida até que o mesmo fucionasse. Os internautas compartilharam o momento e elogiaram a atitude pela bondade do comedianete em ajudar.

Últimas