Zilu fala em curtir a vida enquanto briga na Justiça com Zezé

Em pauta, está a revisão de todos os acordos de partilha de bens do ex-casal; "Viver é obrigação, mas curtir a vida é uma escolha!", escreveu ela

Zilu mostrou corpão de biquíni

Zilu mostrou corpão de biquíni

Reprodução/Instagram

Zilu, que está na Justiça contra o ex-marido, o cantor sertanejo Zezé Di Camargo, se mostrou feliz nas redes sociais. A empresária compartilhou um vídeo (abaixo do texto) em que aparece celebrando a vida; mergulhando numa piscina e ostentanto um belo corpão. "Viver é obrigação, mas curtir a vida é uma escolha! Let's enjoy.", escreveu ela.

'Fora d'água', Zuli pede, além de pensão, a revisão de todos os acordos de partilha de bens do ex-marido. Ao R7, o advogado da empresária disse que a disputa está longe de chegar ao fim. 

De acordo com o magistrado, a sentença da juíza Natalia Assis, que anulou ação que pedia, entre outras coisas, a revisão de todos os acordos de partilha de bens, apresenta erros "graves". A decisão, de primeira instância, cabe recurso.

"Certamente a decisão vai ser reformada. Ou seja, é uma batalha para cinco ou seis anos. O Zezé e a advogada dele estão cantando vitória antes do final dessa batalha. Isso é muito ruim, muito errado por parte deles. Dele talvez seja por ignorância, por parte da advogada não", afirmou.

Zilu e Zezé Di Camargo

Zilu e Zezé Di Camargo

Procurado pela reportagem, Zezé respondeu, por meio de nota, que está feliz pelo que ele chamou de "vitória da Justiça". "Não estou comemorando a vitória sobre a minha ex, por quem tenho respeito e com quem tive meus três lindos filhos. Estou feliz pela vitória da Justiça e da verdade que sempre deve prevalecer", disse o sertanejo, que faz dupla com o irmão, Luciano.

Diferentemente do que vem sendo divulgado, Zilu não teria sido derrotada em três processos. Segundo o advogado da empresária, há dois processos reunidos em um. Ambos, no entanto, tramitam em segredo de Justiça. Para ele, a decisão publicada na terça-feira (11) contém "vícios" e "omissões" por parte da juíza, o que teria prejudicado os pedidos realizados por Zilu.

São muitos vícios e omissões em assuntos totalmente delicados. De sonegação fiscal, evasão de recursos, coisas graves que ela [juíza] nem sequer passou. Omissão porque eu fiz pedidos, a Zilu fez um monte de pedidos, e ela simplesmente omitiu. Foram vários, não foram um. Provas produzidas nos altos e que geraram pedidos e que ela não atendeu", completa.

Para o advogado, a decisão foi quase que integralmente baseada nos depoimentos de dois dos filhos do ex-casal, Wanessa Camargo e Igor Camargo. Ambos teriam sido favoráveis à tese do pai, que, à época da separação, estaria passando por dificuldades financeiras.

"A juíza entendeu que em razão de dois depoimentos, de dois filhos, que não havia ocorrido pressão, ou coação, para que houvesse a assinatura do acordo, que eu pedi que fossem anulados. Essa é a base. Muito embora eu tenha pedido a produção de muitas outras provas e, também, o processo não estava pronta para ela sentenciar. Cabe recurso", defende Marcelo Paiva.

O PROCESSO

Em 2019, Zilu Camargo entrou na Justiça para pedir a anulação de partilha de bens gerada pelo divórcio dela e do cantor Zezé Di Camargo, que foi iniciado em 2014 e concluído em 2016.

Segundo o advogado da empresária, durante os dois anos em que o caso tramitou na Justiça, o sertanejo teria transferido o patrimônio e simulado situação de falência para ocultar a verdadeira fortuna que acumulou em 30 anos de carreira.

"Nós pedidos a perícia em todo o patrimônio à época e, por conta disso, os próprios filhos foram induzidos a acreditar que o pai estava falido e que dos bens que tinham, ele teria reservado para ela, com a alegação que ele perderia tudo. No entanto, foi só assinar o acordo para aparecer um vasto patrimônio, bens e inúmeras campanhas publicitárias", diz Marcelo Paiva.