Música Alok é acusado de não pagar a uma dupla de DJs por pelo menos 14 hits

Alok é acusado de não pagar a uma dupla de DJs por pelo menos 14 hits

Equipe do brasileiro negou as afirmações e disse que o duo Sevenn está tentando se fazer de vítima e litigar as disputas na imprensa

Agência Estado - Variedades
Faixas denunciadas incluem alguns dos maiores sucessos do artista

Faixas denunciadas incluem alguns dos maiores sucessos do artista

Divulgação/@_nndk

Declarações de dois DJs americanos surpreenderam os fãs de Alok nesta sexta-feira (21). Durante uma denúncia à revista americana Billboard, o duo Sevenn, formado pelos irmãos Sean e Kevin Brauer, acusou o DJ brasileiro de não ter concedido crédito nem efetuado pagamento a eles por pelo menos 14 hits.

Além disso, a dupla afirma ser a verdadeira criadora do brazilian bass, subgênero da house music, vertente da música eletrônica. O subgênero surgiu a partir do hit Hear Me Now e foi responsável pela popularização internacional do DJ, através de um contrato com a gravadora Spinnin' Records, da Warner Music.

"Alok inicialmente nos ajudou, e ficamos felizes em retribuir o favor, até que começamos a perceber que ele estava lucrando enormemente com nosso trabalho sem oferecer nada substancial em troca", afirmaram os DJs em comunicado à Billboard.

Apesar de serem americanos, os irmãos viveram em uma comunidade religiosa do Rio de Janeiro nas duas primeiras décadas de vida. Aos 16 anos, Sean fugiu da comunidade para ir a uma rave na Ilha de Guaratiba, a cerca de uma hora da capital carioca. Foi lá que ele se apaixonou pela música eletrônica.

Ele então trabalhou como produtor-fantasma (nome dado aos criadores que produzem músicas para outros artistas de forma anônima) por dez anos. Em 2015, ele conheceu Alok e formou a dupla com o irmão, para lançar BYOB, um remix de System of a Down.

Segundo o levantamento feito pela revista, as compensações de 12 das 14 faixas pelas quais o duo afirma não ter recebido nada em troca somariam cerca de 263 mil dólares apenas no Spotify. Se outras plataformas e rádios forem consideradas, o valor chegará a 1,3 milhão de dólares, sem contar as vendas globais.

A lista de faixas denunciadas pelos irmãos Sevenn inclui alguns dos maiores sucessos do artista, como All I Want, Fuego e Favela. A Billboard ainda afirma que, oito semanas após a revista pedir esclarecimentos sobre o caso, Alok entrou na Justiça contra a dupla.

À Billboard, a equipe de Alok negou as acusações e disse que o duo Sevenn está tentando se fazer de vítima e litigar as disputas com Alok na imprensa. "Alok não tem a intenção de morder a isca", disse o email enviado à revista. O Estadão entrou em contato com a assessoria de imprensa do artista, em busca de mais informações, mas não houve retorno até o fechamento da nota.

Últimas