Elza Soares regrava 'Juízo Final' durante comemorações de 90 anos

Nesta sexta-feira (26), cantora divulga versão para o clássico de Nelson Cavaquinho. 'A música tem uma mensagem muito forte', diz a artista

Elza Soares ganha homenagens por conta dos 90 anos

Elza Soares ganha homenagens por conta dos 90 anos

Divulgação/Marcos Hermes

Prestes a completar 90 anos no dia 22 de julho, Elza Soares está em fase de comemorações. A partir deste mês, a cantora ganha lançamentos inéditos.

Nesta sexta-feira (26), os fãs podem curtir nas plataformas digitais a versão histórica que Elza fez para o clássico Juízo Final, de Nelson Cavaquinho (1911 - 1986).

"A música tem uma mensagem muito forte e precisamos disso neste momento. Vamos ouvir coisas boas. A letra fala do bem que vence o mal... É uma música clara, além de muito bonita. Fizemos um arranjo rock'n'roll, gostei muito do resultado. Minhas ideias vão surgindo conforme o momento pede. E estou aí para isso!", diz Elza em relação ao hino do samba, que ressurge em tempos de pandemia e intolerância racial.

E, em julho, a cantora vai divulgar a faixa inédita Negão Negra, em dueto com o jovem talento Flavio Renegado. A canção é uma forma de protesto, segundo Elza. "Nesses tempos sombrios, a gente vendo os negros sendo mortos, uma coisa horrível, eu tenho que gritar. Aliás, eu tenho que gritar sempre."

O aniversário de Elza também será comemorado no Spotify, que preparou uma experiência digital exclusiva na plataforma com três novas playlists: Elza Soares Samba, Elza Soares Amor e Elza Soares Protesto, reunindo canções da trajetória dela, dos anos 60 até hoje, dentro dessas temáticas. Além disso, haverá uma shelf na homepage da plataforma com todos os álbuns e playlists da cantora disponíveis digitalmente e um selo de 90 anos na já famosa playlist This Is Elza Soares.

Elza Soares: 'Carinho, amor, respeito e dignidade'

Elza Soares: 'Carinho, amor, respeito e dignidade'

Reprodução/Instagram

Dois aniversários

Elza Soares comemora 90 anos duas vezes. É isso mesmo. Dia 23 de junho marca a data de emancipação da cantora, cujo documento acabou sendo registrado erroneamente naquele momento. Já dia 22 de julho celebra o nascimento "real" de Elza. O fato curioso acaba gerando confusão na internet, mas a cantora confessa que até gosta de receber parabéns em dose dupla.

"Estou vivendo os melhores dias da minha vida. E como é bom ter duas datas de comemoração, né? Como não sou muito de fazer festa, acabo ganhando duas celebrações para escolher", brinca a diva da MPB.

Boa forma

Enquanto o tempo passa, Elza vai conquistando cada vez mais fãs de todas as idades e gêneros. "Eu acho que faço por merecer... E, sem eles, eu nada sou. E a recíproca é verdadeira. Eles me tratam com carinho, eu os trato com respeito e, assim, a gente vai vivendo. Carinho, amor, respeito, dignidade... Tudo isso é muito bom. Obrigado meus fãs maravilhosos, eu amo vocês!"

Já para manter a forma em plena quarentena, a "noventona" deixa sua receita simples para o cotidiano. "Faço fisioterapia, ouço música e pela manhã pego sol nua na sala de casa... Sigo tranquila para continuar saudável."