Música Grammy celebra melhor da música com cerimônia online nos EUA

Grammy celebra melhor da música com cerimônia online nos EUA

Premiação será reduzida a um evento parcialmente virtual, no domingo (14), com apresentações ao vivo e outras pré-gravadas

  • Música | Do R7, com AFP

Beyoncé pode encerrar uma sequência de desprezo no Grammy no domingo (14)

Beyoncé pode encerrar uma sequência de desprezo no Grammy no domingo (14)

Reprodução/Instagram

Com uma música de protesto em favor do movimento antirracista nos Estados Unidos e um dos maiores sucessos do ano, a estrela pop Beyoncé pode encerrar uma sequência de desprezo no Grammy no domingo (14), em uma cerimônia onde o mundo da música tentará virar a página de um 2020 devastador.

A cerimônia de gala será reduzida, como outras tantas premiações pelo mundo, a um evento parcialmente virtual com apresentações ao vivo e outras pré-gravadas, seguindo as restrições da era do novo coronavírus, que abalou a indústria e obrigou os organizadores a adiarem o evento.

A 63º premiação do Grammy acontece quase um ano depois que as turnês, grandes e pequenas, foram forçadas a parar nos Estados Unidos, o país mais atingido pela pandemia. Beyoncé, cujas contínuas derrotas nas categorias principais geraram polêmica, lidera a competição com nove indicações, seguida por Taylor Swift, Dua Lipa e Roddy Ricch, com seis cada.

Com suas 79 indicações no total, Beyoncé é a artista feminina mais indicada da história do Grammy. Ela está empatada com Paul McCartney e tem apenas uma indicação a menos que seu marido, Jay-Z, e Quincy Jones, que detém o recorde com 80 cada.

Black Parade, uma faixa lançada em junho em meio a explosivos protestos antirracismo em todo o país, está concorrendo à gravação e canção do ano.

Porém, muitos críticos consideram que Dua Lipa tem grandes chances de vencer nestas categorias, depois de assumir um grande risco ao lançar um álbum de disco dance em meio à pandemia.

Mulheres do rock

A grande vencedora do ano passado, Billie Eilish, também recebeu indicações

A grande vencedora do ano passado, Billie Eilish, também recebeu indicações

Divulgação

A ex-queridinha do Grammy Taylor Swift recebeu várias indicações por seu álbum Folklore, lançado de surpresa durante a quarentena, que lhe rendeu méritos comerciais e aclamação da crítica.

O rapper Ricch, que ganhou um gramofone de ouro no ano passado por sua colaboração com o falecido artista Nipsey Hussle, também recebeu seis indicações, incluindo Canção do Ano —que premia compositores - por seu hit The Box.

A grande vencedora do ano passado, Billie Eilish, Post Malone, Justin Bieber e o rapper DaBaby também receberam indicações.

Enquanto isso, Brittany Howard, no meio do caminho entre o rock e o blues - e que é mais conhecida como a voz principal da banda Alabama Shakes - concorre em cinco categorias depois de lançar seu primeiro álbum solo, Jaime.

Howard está entre os principais indicados nas categorias de rock, que pela primeira vez na história do Grammy são dominadas por mulheres. Fiona Apple, cujo álbum Fetch The Bolt Cutters foi considerado uma obra-prima por muitos críticos, também coleciona indicações, depois que as mulheres foram marginalizadas pela Academia de Gravação nas categorias de rock por anos.

Megan Thee Stallion, a rainha do verão com seu hit Hot girl summer, vai competir pela primeira vez no Grammy depois de receber quatro indicações, incluindo Artista Revelação. O remix de Beyoncé de "Savage" compete em várias categorias, incluindo Gravação do Ano.

Também concorrendo a Artista Revelação está Phoebe Bridgers, artista indie californiana que é uma das mulheres líderes nas categorias de rock.

Eles atrairão espectadores?

Embora tenha sido excluído das categorias principais, o cantor Harry Styles se apresentará ao lado de outras estrelas da música em uma longa cerimônia que os organizadores lutam para tornar atraente, apesar das restrições sanitárias.

Os prêmios do Globo de Ouro, que foram entregues em 28 de fevereiro, registraram avaliações inéditas de baixa audiência: 62% menos espectadores do que no ano passado.

É provável que Megan Thee Stallion suba ao palco com Cardi B, que se apresentará na cerimônia, embora tenha decidido não competir.

O hit de verão WAP poderia ter sido um dos maiores indicados este ano, mas aparentemente a rapper Cardi B decidiu não colocá-lo em consideração neste ano, mas no próximo, junto com um possível novo álbum.

Se as rappers cantarem esta ode ao desejo feminino, este pode ser o momento mais polêmico da noite. A letra está inundada de metáforas sexuais que certamente serão censuradas em canais abertos, a menos que sejam editadas.

A superestrela do reggaeton Bad Bunny também se apresentará, assim como Swift, Ricch, Eilish, Lipa, Malone e a banda sul-coreana BTS em uma cerimônia com o comediante Trevor Noah como anfitrião.

Últimas